10/10/2017 às 14h42min - Atualizada em 10/10/2017 às 14h42min

'O sono da morte'

KELSON VENANCIO | COLUNISTA

 

Logo após perder o filho pequeno, o casal Jessie (Kate Bosworth) e Mark (Thomas Jane) aceita adotar Cody (Jacob Tremblay), um garoto da mesma idade. O filho adotivo se adapta bem à nova família, mas ele tem um problema: os seus sonhos se tornam realidade, e os pesadelos, especialmente, podem ser mortais. Quando Jessie e Mark investigam o passado do garoto, descobrem histórias sinistras.

A trama de “O sono da morte” é muito interessante e atrativa. Uma história que de cara consegue prender a atenção do público, especialmente os fãs de filmes de terror. O roteiro é muito bem desenvolvido e nos atiça a curiosidade a cada minuto de projeção, apesar de não ter um final muito satisfatório.

E definitivamente quem sustenta o filme é o ator mirim Jacob Tremblay que foi revelado ao mundo no filme "O Quarto de Jack" indicado ao Oscar de 2016. E ele dá um show de interpretação fazendo o misterioso garoto Cody. Sem dúvida é um talento bastante promissor em Hollywood.

O filme tem uma boa fotografia nos mostrando a concretização dos sonhos do garoto com belas imagens, especialmente as cenas em que aparecem borboletas na sala. Por outro lado, esse cenário muda com a escuridão e os pesadelos do menino, nos trazendo um tom mais dark que gera bastante apreensão.

O maior problema de “O sono da morte” é sem dúvida o monstro criado para tentar nos assustar. Os fãs de um bom terror podem ficar decepcionados, já que o chamado "homem cancro" não supera as nossas expectativas e na verdade não chega a meter medo em ninguém.

O filme funciona mais como uma espécie de suspense e também um drama do que como um terror propriamente dito. No fim das contas, é um filme bom. Porém com tantos bons elementos, poderia ter sido muito melhor explorado.

Nota 7

Relacionadas »
Comentários »