18/01/2022 às 08h00min - Atualizada em 18/01/2022 às 08h00min

Canais sobre Quadrinhos na internet

CHICO DE ASSIS

Existem hoje muitos canais sobre Quadrinhos na internet em plataformas de vídeo como o Youtube, talvez sejam mesmo na casa de centenas. Seria impossível acompanhar todos, mas fazendo uma panorâmica pode-se perceber que uma parte grande desses canais combinam conteúdos de Quadrinhos com outros sobre Séries, Cinema, Action Figures, Jogos, entre outros. Muitos se concentram em comentar lançamentos “seguindo o hype”, outros são focados em elementos nostálgicos muito centrados em quadrinhos de super heróis das assim chamadas Eras de Ouro de Prata e etc. Dois canais viraram editoras “Comix Zone” e “Pipoca e Nanquin” com catálogos bastante interessantes, e continuam a tratar de quadrinhos em geral e não apenas dos seus próprios produtos. Enfim, é um universo bastante amplo, mas a impressão é que a grande maioria parece encarar os Quadrinhos apenas como um elemento dentro da “Cultura Pop”.

Destaco aqui três canais que penso ter pretensões diferentes dessa grande maioria buscando analisar de forma mais detida ou aprofundada várias questões que orbitam o universo das HQs. Pensando nesse meio ou linguagem através de conceitos historiográficos, das teorias da comunicação ou da filosofia da arte. Se encaixam no que chamamos de divulgação científica sem deixar de ser instigantes para o público em geral. 

São eles:

Quadrinhos na Sarjeta “Canal sobre quadrinhos e afins do pesquisador Alexandre Linck. Crítica, curadoria e divulgação científica. Sarjeta, não fossa. Sarjeta com alegria.”

Ilha Kaijuu de Rafael Machado Costa “Criei este canal como continuidade da proposta que desenvolvia no blog de tratar de crítica de História em Quadrinhos e outras mídias a partir de uma abordagem da História, Teoria e Crítica de Arte.

Quadrinhos Africanos de Márcio dos Santos Rodrigues. “Canal destinado ao curso de Quadrinhos africanos. Nele são discutidas as particularidades das histórias em quadrinhos produzidas por autores/as africanos/as e publicadas nos mais diferentes países de África. A ideia é dar visibilidade aos/às quadrinistas mais importantes no cenário das HQs africanas, discorrendo sobre as obras mais significativas, os principais temas e as distintas culturas quadrinísticas em África.” 

Todos os três são conduzidos por professores/pesquisadores com as particularidades de suas formações e olhares sobre os temas ligados aos quadrinhos e as propostas específicas de seus canais. É perceptível que gostam muito da linguagem das HQs e fazem esse trabalho de divulgação com prazer, a abordagem é, entretanto, muito diferente dos canais geridos por “aficionados” que muitas vezes tratam o tema de forma acrítica ou mesmo infantilizada. Em momento oportuno trataremos de forma mais detida sobre cada um deles. E eventualmente sobre outros canais. Não são obviamente os únicos canais sobre quadrinhos que tratam o tema com seriedade, mas são enfim os que indico hoje, espero que o conteúdo seja proveitoso e prazeroso como é para mim.

*Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.


 

 

 
Leia Também »
Comentários »