06/09/2020 às 09h00min - Atualizada em 06/09/2020 às 09h00min

Aos meus Heróis

MARCEL GUSSONI E ALICE GUSSONI
Foto: Marcel Gussoni

Diga-me com quem andas e te direi quem és. Quem é seu melhor amigo de infância? Quem são as pessoas que te inspiram? Quais os heróis cotidianos que compõem a sua liga da justiça?

O quebra-cabeças da nossa personalidade é composto por uma lista de outras personalidades que são para nós um acervo de referências. Elas nos ajudam a construir nosso próprio acervo de “normalidades”, dados importantíssimos para formação do nosso caráter e nossas virtudes morais.

Mas talvez esse período seja de queda do herói. Estamos num momento onde líderes religiosos, políticos e ídolos são descobertos envolvidos em crimes absurdos. Corrupção, pedofilia, uma infinidade de graves desrespeitos. Por algum motivo, essas atitudes têm se tornado tão frequentes que estão amplificando os nossos limites da normalidade. Em época de eleições, torna-se comum ouvir “rouba, mas faz”. E infelizmente, tem se tornado comum as pequenas corrupções cotidianas. Desvio de verba, comprar bebidas falsificadas, trair.

Rui Barbosa disse: "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.” 

Infelizmente, tem gente que acha que o mundo é dos espertos. Que esperar na fila, ao invés de recorrer a um conhecido que pode te passar na frente, é coisa de perdedor. Mas para essas pessoas, cedo ou tarde, chega a Lei do Retorno.

Claro, esse histórico não é novo no Brasil, só adquiriu um ponto na ladeira onde se desenrola rápido demais. E temos a tendência a acreditar que, por sermos honestos, não temos nada a ver com isso. Mas seguimos furando fila. Votando errado.

Quando olhamos para os países formados por cidadãos honestos, podemos perceber um tamanho de qualidade de vida que nunca experimentamos. Existe uma organização chamada Transparência Internacional, que busca "um mundo no qual governos, empresas, a sociedade civil e a vida das pessoas sejam livres de corrupção”. Eles publicam o relatório anual do Índice de Percepção de Corrupção. A pontuação do Brasil foi 35 em 2018.

“A escala do IPC vai de 0 a 100, na qual 0 significa que o país é percebido como altamente corrupto e 100 significa que o país é percebido como muito íntegro.

Com esse resultado, o Brasil caiu mais uma posição no ranking de 180 países e territórios, para o 106º lugar. Este 5º recuo seguido na comparação anual fez com que o país também atingisse sua pior colocação na série histórica do índice. Em 2018, o país já havia perdido dois pontos e caído nove posições.” Trecho extraído do site da organização.

Tenho um amigo de infância que é tão honesto, justo e sempre pronto a fazer a coisa certa que quando eu penso nele é como pensar num herói. Um outro patamar de indivíduo, que, de tão raro, faz os outros reles mortais parecerem fracos demais nas suas virtudes. Os resultados que ele colhe por ter uma conduta de vida correta, são os de uma vida mais bem sucedida que eu tenha notícia. Ao longo da vida fui conhecendo pequenos heróis que trabalham em silêncio em prol de um coletivo. São grandes anjos que admiro com todo respeito. E os efeitos de suas escolhas me fazem acreditar que o mundo é dos justos.

Você tem alguma pessoa que seja esse nível inspiração? Quem são seus heróis? Já pensou no prazer de ser um herói para outras pessoas?

A receita de hoje é uma homenagem aos meus heróis. Pessoas que fortalecem a cada dia a admiração da beleza de caráter. Empanado de robalo com ceviche de guariroba ao leite de coco e manga. Receita do livro Alimento, Movimento e Alma, receitas para o equilíbrio.
 
PEIXE
 
INGREDIENTES
 
- Robalo ou peixe de sua preferência: 2 porções de aproximadamente 200 gramas
- Sal: a gosto
- Pimenta-do-reino: a gosto
- Raspas de limão-siciliano: 1 colher de sobremesa
- Ovo: 1 unidade
- Alho amassado: 1 colher de chá
 
MIX DE EMPANAR
 
INGREDIENTES
 
- Flocos de milho orgânicos: 2 xícaras de chá
- Flocos de aveia: 1 xícara de chá
- Levedura nutricional: 2 colheres de sopa (opcional)
- Farinha de linhaça dourada: ½ xícara de chá
- Páprica doce ou picante: a gosto
 
MODO DE PREPARO
Tempere o peixe com sal, pimenta, alho e raspas de limão.
Quebre o ovo e bata ligeiramente.
Bata rapidamente os flocos de milho no processador, para que fiquem menores; misture o restante dos ingredientes para formar o mix de farinhas.
Pré-aqueça o forno a 220°-250° C.
Passe o peixe no ovo batido, retire o excesso e passe no mix de farinha, empanando-o bem dos dois lados.
Unte levemente um tabuleiro antiaderente e leve-os ao forno por aproximadamente 15 minutos; se necessário, vire na metade do tempo para dourar do outro lado.

*Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »