14/07/2020 às 07h27min - Atualizada em 14/07/2020 às 07h27min

Por que histórias em quadrinhos não são nem Artes Visuais e nem Literatura?

LUCIANO FERREIRA
No último artigo, comentamos sobre o potencial de conjunção simbólica das onomatopeias, tendo em vista que nesse caso a mistura entre aspectos gráficos e literários funde-se com bastante equilíbrio em termos de significado.

O uso de imagem e texto é algo que as HQ utilizam a partir das Artes Visuais e da Literatura, mas o predomínio é da articulação dos elementos, não só do texto ou da imagem. Evidentemente isso pode variar de caso para caso, especialmente em adaptações de clássicos, onde algum traço tende a ser mantido a fim de manter suas características originais.

Acredito que uma “por que histórias em quadrinhos não são nem Artes Visuais e nem Literatura?” diferenciação essencial das HQs em relação à Literatura e às Artes Visuais está no fato de que mesmo usando articulações de linguagem em comum, os quadrinhos podem abrir mão do texto e de imagens, sem que cause perda de sentido e de  intencionalidade.

Sim, o vazio faz parte do DNA das HQs,  afinal é na chamada ‘sarjeta’ (o espaço que fica entre os quadrinhos) que a sugestão das ações ocorre. Esse ‘vazio’ preenche o que não é dito ou mostrado. É nele que coisas importantes acontecem.

A sarjeta é um  elemento que se articula na capacidade de atenção e abstração do leitor, onde ele é levado a ‘completar’ as partes vazias entre os quadros. E aqui nem sempre temos o determinismo narrativo que o teatro e o cinema compartilham, pois se um gesto simples pode ser mostrado em um só plano, nas HQ tendem a ser mostrados em quadros separados pelo vão da sarjeta.

E o  título de “9° Arte’’ para as HQ,  vem não só pelo mérito, mas também por conta dos seus elementos constituintes, pela especificidade que os quadrinhos têm em relação as outras artes. Uma lista das artes e suas características básicas poderá nos auxiliar a compreender o motivo:
 
1ª Arte – Música: Organização dos sons
2ª Arte – Dança/Coreografia: Representação física de movimentos
3ª Arte – Pintura: Organização de formas e cores em superfícies e suportes
4ª Arte – Escultura: Estruturação de volumes em materiais
5ª Arte – Teatro: Encenação, representação de elementos da realidade
6ª Arte – Literatura: A articulação das palavras de forma a obter um efeito estético sobre o leitor
7ª Arte – Cinema: Projeção visual contendo sons, imagens e texto
8ª Arte – Fotografia (reprodução realista obtida através da);
9ª Arte – Quadrinhos (cor, palavras e imagens articuladas em um suporte a fim de criar uma narrativa)
 
As HQ usam  elementos de outras artes a fim de construir um repertório próprio, e ainda que determinadas obras e características sejam umbilicalmente ligadas à Literatura ou Artes Visuais, o modo de narrar é totalmente diverso. Se o exemplo de HQs que aboliram texto ou a estética própria das Artes Visuais não é suficiente, tomemos o exemplo de quadrinhos online, onde a natureza própria dos sistemas de exibição de imagens propõe de modo quase acidental, novas formas de narrativa, onde a interação (uma especificidade das HQ) alcança outros patamares e abre espaço ao acaso (que é um elemento bem característico da Música e do Teatro), à variações de suporte (fenômeno que ocorre frequentemente com o Cinema) e com outras variações de natureza técnica.



Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.



 
Relacionadas »
Comentários »