25/12/2019 às 10h25min - Atualizada em 25/12/2019 às 10h25min

“Fantástico” fecha mais uma temporada à frente de SBT e Record

FLÁVIO RICCO E JOSÉ CARLOS NERY
Mais uma temporada vai chegando ao fim e o “Fantástico”, da Globo, apresentado por Poliana Abritta e Tadeu Schmidt, não consegue ver ninguém à sua frente. Atrás dele, SBT e Record, nessa ordem, brigam pelo segundo lugar na audiência, com vantagem para o “PSS”, sem sofrer qualquer tipo de ameaça. E, isso, desde sempre. O cenário nunca foi diferente. Mas, por que a concorrência se mostra incapaz de interromper essa liderança do “Show da Vida”? Seria o “modelo”? Repare que a revista eletrônica da Globo praticamente em nada altera a sua linha de ação. Investe em reportagens investigativas, tais como o “Cadê o dinheiro que ‘tava’ aqui?”, matérias de saúde, comportamento, variedades, entretenimento...e fecha com os gols. Tudo como sempre aconteceu. Sem grandes alterações. Talvez o sucesso do “Fantástico” se deva justamente por não alterar tanto o seu modelo fixo e fazer prevalecer a questão do hábito. Sempre foi naquele dia, mesmo horário e daquele jeito, algo que até torna difícil uma saída para os concorrentes do horário. Que isso, como não aconteceu até agora, nunca incentive ninguém a se acomodar. Ao contrário.

TV Tudo

Ponto a favor
“Amor de Mãe”, além de uma boa história para contar e o desempenho bem acima da curva do seu elenco, também se destaca pela trilha sonora. Um achado essa de resgatar grandes sucessos da MPB. Só pelo Gonzaguinha já valeria.

Direção
“A Dona do Pedaço” teve os problemas dela, mas a direção da novela, trabalho da Amora Mautner, foi impecável, do começo até o fim. Agora, em “Amor de Mãe”, o mesmo se pode dizer de José Luiz Villamarim. A Globo, no setor, não pode se queixar.

Alvo definido
O programa “Aqui na Band” tem como grande objetivo, para o primeiro trimestre do ano que vem, receber o craque Neymar. Mas o convite, feito já há algum tempo, continua sem resposta.

Vale lembrar
Em junho passado, no começo do “Aqui na Band” e ainda por conta das acusações que envolviam o craque, a presença de Neymar Pai provocou alvoroço nos corredores. E até alguns empurrões.

Sonho meu
FOTO: GLOBO/DIVULGAÇÃO

Juliana Paes, com planos de ficar um ano longe da TV, não abandonou o desejo de virar apresentadora na Globo. Vale lembrar que uma questão de saúde a tirou do game show “Os melhores anos das nossas vidas”. Mas ela espera uma nova oportunidade.

Duas décadas
Já em se tratando de tempo de estrada, Juliana Paes está prestes a completar 20 anos de carreira. A sua estreia na Globo foi em “Laços de Família” (2000) como Ritinha, empregada doméstica de Alma, personagem de Marieta Severo.

Aqui não
Séries protagonizadas por mulheres presidiárias podem ser encontradas no streaming. Boas e ruins. Por aqui, a Globo desistiu de produzir a dela. A versão feminina da série “Carcereiros” foi arquivada.

Pouca aceitação
O formato “Famílias Frente a Frente”, produzido pela Endemol Shine para o SBT, não causou o mesmo alvoroço de outros lugares. Para se ter uma ideia, a adaptação de “Family Food Fight”, criado originalmente para a Austrália, está presente apenas em nove países.

Freio de mão
FOTO: MULTISHOW/DIVULGAÇÃO

Estrela da série “Os Roni” no Multishow, Whindersson Nunes planeja diminuir o número de shows em 2020. O humorista e youtuber avisa que pretende ampliar seu raio de ação na internet.

Roteiro
Aguinaldo Silva só voltará ao Brasil na segunda quinzena de janeiro. De férias, sim, mas parado nunca, nesse retorno o autor irá discutir seus próximos passos na Globo. Ele que não esconde o desejo de investir na área de streaming.

Está difícil
Dani Calabresa deixou o “Zorra”, entre outros motivos, para desenvolver seu projeto solo na Globo. Tudo muito bom, tudo muito bem, mas ela tem encontrado barreiras ou sérias dificuldades internas para isso.

Bate – Rebate
*Prestigiado, o programa “Lugar Incomum”, comandado por Didi Wagner, segue firme e forte na grade do Multishow.

*Maria Fernanda Cândido e Chico Diaz rodaram “Vermelho Monet”, em Lisboa, do diretor Halder Gomes, ainda sem data de lançamento. O longa foi filmado em Lisboa durante seis semanas. Ela vive uma marchande e ele, um pintor. Halder que tem no currículo, entre outros, “Os Parças”, “Cine Holliúdy” e “Shaolin do Sertão”.

*Ana Maria Braga já está confirmada na segunda temporada do programa “Que História É Essa, Porchat?”, no GNT, ano que vem.
*Dandara Mariana entra no capítulo 15 de “Salve-se Quem Puder”, a nova novela das sete.

*Muita instabilidade na dramaturgia do SBT, por causa da onda de cortes. Resta torcer para que a emissora não afunde o único horário de novelas que restou. Aliás, quando o momento permitir, a emissora de Silvio Santos terá que abrir mais o leque da sua dramaturgia. Não dá para ficar batendo na mesma tecla (produções infantis) eternamente. Dizem inclusive que essa foi uma das razões que levaram Larissa Manoela a buscar novos desafios.

C’est fini
O escritor Paulo Cursino trabalha em ritmo acelerado nos trabalhos que vão marcar a entrada de Leandro Hassum na plataforma Netflix. Na verdade, o acerto envolve três produtos, e não dois. Um deles atende por “Tudo bem no Natal que vem”, que está sendo rodado no Rio e estreia em dezembro de 2020. Roberto Santucci vai dirigir todos os filmes e a ideia é convidar para o elenco atores e celebridades que já trabalharam com o trio no cinema. No primeiro já estão Danielle Winits, Elisa Pinheiro, Louise Cardoso, Levi Ferreira, Arianne Botelho, Miguel Rômulo e Rodrigo Fagundes.

Então é isso. Mas terça-feira tem mais. Tchau!


*Esta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.








 
Relacionadas »
Comentários »