19/05/2019 às 08h00min - Atualizada em 19/05/2019 às 08h00min

Wabi-sabi: a beleza em todo lugar

ALICE GUSSONI
Foto: Divulgação
Há anos pesquiso um assunto cujo entendimento e vivência são essenciais dentro de mim: Wabi-sabi. Leio, experiencio, escrevo sobre isso. Fiz até muita arte com o tema, no bom sentido, claro. Quanto mais pratico, mais vejo o quão complexo é nos livrarmos de padrões antigos para fazer entrar algo tão novo e belo.

Wabi-sabi é uma denominação para um estilo estético, na minha opinião também uma filosofia de vida, que nasceu no século XV no Japão com base na filosofia budista. 

Quase toda literatura traz a teoria do wabi-sabi como “a beleza da imperfeição”. E no começo isso me ajudava muito a justificar um certo conforto pelo não-belo. Mas hoje já percebo que, para mim, um olhar wabi-sabi é muito mais sobre a contemplação da espontaneidade. Uma admiração pelo fluxo natural da vida. É encontrar sentido e encantamento naquilo que não foi forçado, planejado, organizado e imposto. É a beleza do natural.

Só que tivemos muitos anos de informações que nos diziam o contrário. Inúmeras ações da sociedade ao longo da nossa existência quiseram canonizar padrões de beleza e comportamento muito longe da realidade. Aprendemos a odiar rugas, manchas, cicatrizes, cabelos brancos. Só que isso não é exatamente um conceito que faz parte da natureza. As estações estão aí para nos mostrar que o outono pode ser tão lindo quanto a primavera. Uma árvore não é menos plena por estar com as cascas grossas e sem folhas.

Então, sentir-se naturalmente bem com nossa imperfeição é uma missão audaciosa. O caminho a se percorrer em busca de desmistificar, desconstruir conceitos tão profundamente marcados em nós, demanda bastante reflexão. Demanda encontrar suas próprias opiniões e gostos sobre tudo.

Uma das primeiras lições a serem aprendidas quando você busca a filosofia de vida wabi-sabi é fazer as pazes com a beleza. Ela está em todo lugar. Você já se pegou achando lindo uma mancha de ferrugem? Um dia nublado? Um sorriso enrugado? Repito: a beleza está em todo lugar. Se você não percebe, é só uma questão de ajustar suas lentes da visão.

Os presentes que wabi-sabi traz como filosofia de vida? Uma forma pacífica de lidar com algo que, antes, poderia te trazer só frustração. Um coração e uma mente muito mais bondosos com os próprios erros e os do mundo “fora” de nós. Cinco sentidos constantemente presenteados com belezas. Contentamento. Uma busca constante por uma vida com mais sentido.

Com base nisso, a receita de hoje não é algo de se comer com a boca. É um banquete para a alma.
 
RECEITA
 
Wabi-sabi kokoro - Como desenvolver um coração perfeito 
 
Ingredientes
-  5 sentidos
- 5 minutos diários
 
Preparo
Reserve cinco minutos de silêncio de presente só para você. Pode ser enquanto estiver fazendo uma atividade cotidiana, como passar um café ou caminhar na rua. Ative toda sua atenção e seus sentidos para extrair o máximo que conseguir de uma ação qualquer. Repare em como seu corpo se sente ao experimentar isso. Sinta como o cheiro do café entra pelo seu corpo. Veja como é linda a nuvem de calor que sobe do café quente. Perceba os raios de sol passando por entre os galhos. Ouça a conversa dos passarinhos. Experimente apreciar o momento presente assim como ele é. Sinta que é possível sentir contentamento com os acontecimentos do dia a dia. Coma, viva, sinta a estação atual, as pessoas atuais. Dê uma chance para perceber que tudo está acontecendo como deveria. Desacelere para degustar com merecimento o privilégio de estar vivo, de ser você. Viva verdadeiramente a gratidão.
Tags »
Relacionadas »
Comentários »