10/03/2019 às 08h00min - Atualizada em 10/03/2019 às 08h00min

Upcycling: uma preciosa tendência

DENISE AFONSO
Em meio a problemas como excesso de poluição e degradação do meio ambiente, a busca de soluções sustentáveis vem ganhando força e prestígio no mundo todo. O upcycling é uma expressão ainda não traduzida para o português, que está ligada ao termo recycling (reciclagem).

Ambos representam formas de reutilizar resíduos de alguma cadeia de consumo como a de alimentos, vestuário, objetos decorativos e pessoais. Contudo, há uma diferença fundamental entre esses dois termos. Upcycling é uma técnica criativa de reutilização direta do produto que seria descartado e acabaria injustamente no lixo, sem alterar sua forma ou composição - o que se torna mais "limpo" que o processo de reciclagem, uma vez que não demanda energia ou mesmo outros materiais. Em suma, evitar o desperdício de materiais ou alimentos que ainda tem utilidade, sem ter que criar novas matérias primas, diminuindo assim o consumo de recursos e energia, a poluição do ar e da agua e as emissões de gases efeito estufa. E o mais interessante é que muitas vezes, o produto acabado torna-se mais prático, valioso e exclusivo do que era antes, podendo até virar uma obra de arte.

Uma reutilização com qualidade e originalidade dos materiais que merecem uma segunda chance evita o desperdício de recursos e os aterros lotados de materiais que ainda tem valor. Para começar a trazer esse conceito para o seu dia a dia, a dica é observar o tipo de lixo que está sendo gerado dentro da sua casa.

Quais os objetos estão sendo descartados que ainda poderiam ser úteis dando um toque criativo a eles?
  • Comece pelo seu guarda-roupas: separe peças antigas que você já não usa mais e tente encaixá-las em novos looks ou usá-las de forma diferente. Você mesmo pode reformar suas roupas e deixá-las mais modernas e com sobrevida. Saiba que a indústria têxtil é uma das mais poluentes e também uma das maiores consumidoras de água.
  • A arquitetura e decoração são campos vastos cheios de possibilidades da ressignificação. Contêineres, madeiras de demolição, pallets, garrafas, já são amplamente utilizados e transformados nas mais diversas coisas. De mobiliários a casas a criatividade não tem limite. O redesign inteligente é uma das melhores coisas a se fazer para cuidar do meio ambiente.
  • Na cozinha aprenda como reaproveitar alimentos. Todos os dias, diversos alimentos que poderiam ser reaproveitados são jogados no lixo.
  • Evitar esse desperdício é um grande desafio, mas com organização e conscientização é possível criar essa mudança de hábito.
  • Aproveitar as frutas, vegetais, raízes e tubérculos ao máximo é cada vez mais importante em um mundo onde bilhões de toneladas de alimentos são perdidas todos os anos.
  • Uma outra dica importante é você cozinhar e se servir apenas com a quantidade necessária para seu consumo evitando os restos do prato acabarem indo para o lixo. Na hora das compras é preciso cuidado. Compre apenas a quantidade necessária para o consumo, evitando que alimentos estraguem na geladeira ou na despensa.
  • As sobras podem virar alimentos deliciosos como por exemplo o arroz pode transformar em bolinhos, risotos. A carne assada é possível fazer croquetes, recheios de tortas, molhos.
  • Além disso as cascas, sementes, talos e folhas de frutas e vegetais costumam render soluções culinárias supercriativas e muito saudáveis. Elas podem ser usadas em casa, na comida ou como produto de beleza.
  • Estudos mostram que a alimentação saudável e rica em nutrientes pode ser alcançada com partes de alimentos que normalmente são dispensados pela população.
  • O aproveitamento integral de legumes, verduras e frutas pode gerar até certa estranheza nas pessoas devido à pouca informação sobre os princípios nutricionais e sua forma de aproveitamento. Mas essa pratica como um todo, além de reduzir os gastos com alimentação, melhora a qualidade nutricional pois o teor nutritivo desses alimentos é maior do que em relação à própria polpa.
  • Para os empreendedores comunicar a sustentabilidade, contar boas histórias e ter embalagens amigáveis completam o ciclo necessário para que nós consumidores percebemos mais valor agregados aos produtos alimentícios. A comunicação também é um eixo importante na estratégia de economia circular. Nós consumidores valorizamos a experiência e a história que compõe o todo.
  • Enfim, seja você um ambientalista convicto, um empresário ou apenas alguém que quer contribuir positivamente com o futuro do planeta, lembre-se que adotar essas pequenas práticas, pode tornar a vida humana mais sustentável e menos agressiva ao meio ambiente.
 
DOCE DE CASCA DE BANANA


Foto: Creative Commons


Bata 3 copos de cascas de bananas lavadas no liquidificador. Em seguida, acrescente dois copos de açúcar emula panela e leve ao fogo brando. Deixe cozinhar, mexendo sempre, até o doce começar a soltar da panela. Deixe esfriar sobre um tabuleiro untado, enrole e passe no açúcar.

UM CORANTE NATURAL | CASCAS DE ROMÃ


Foto: WerbeFabrik

Apesar desta fruta não ser tão comum no Brasil, cascas de romã são ótimos corantes vermelhos para tecidos. Basta encher com água quente uma grande panela de aço inoxidável, adicionar cascas de romã e deixar em descanso durante a noite. Ferva a água com as cascas no dia seguinte e, em seguida remova as cascas e adicione o tecido que você quer tingir de vermelho, mas ele precisa estar molhado. Ferva a roupa por uma hora e deixe-a esfriando durante mais uma noite. Remova-a da panela no dia seguinte, enxágue em água fria.
Tags »
Relacionadas »
Comentários »