03/06/2020 às 18h31min - Atualizada em 03/06/2020 às 18h31min

Companhia inova e cria peças teatrais virtuais para empresas em Uberlândia

Pandemia do coronavírus transformou experiência teatral ao vivo em projeto multimídia para web

BRUNA MERLIN
Personagem Tonico do espetáculo online "Chegou a dona Encrenca" que aborda segurança do trabalho | Foto: Divulgação

Os segmentos cultural e de eventos foram amplamente impactados pelo decreto de isolamento social proveniente da pandemia do novo coronavírus. Com isso, a impossibilidade de aglomeração de pessoas surge como um entrave para a realização dessas atividades. Mas, com criatividade e inovação, o setor em Uberlândia tem provado que é possível superar os desafios do momento.

É o caso da Companhia Traquitana de Uberlândia, que está transformando uma experiência teatral ao vivo em um projeto multimídia criado exclusivamente para a web em parceria com o setor privado da cidade. “Sentimos o impacto da quarentena, logo no início, quando todos os eventos da nossa agenda foram cancelados. É impossível o teatro acontecer sem público. Então buscamos alternativas para que nosso trabalho pudesse continuar”, afirmou o diretor da Companhia, Tiago Pimentel.

Segundo Pimentel, as empresas apontam para uma crescente demanda de conteúdos organizacionais e educativos que são aplicados em ocasiões como convenções e treinamentos. Com o aumento da realização de eventos online, o teatro virtual entra em cena como um elemento lúdico dando abordagem a diversos assuntos.

“Usualmente nós realizamos trabalhos voltados para o grande público e também para o segmento corporativo. Mas dadas as necessidades técnicas que o teatro virtual demanda, e consequentemente um custo, neste período nossas ações estão focadas no corporativo. O segmento corporativo é quem dá o suporte financeiro para a iniciativa”, complementou.

Todo o trabalho é personalizado e feito junto a produtoras de vídeos desde o mês de abril. A Companhia Traquitana contata as empresas, analisa a realidade e a necessidade das mesmas e sugere histórias que são criadas para cada situação. O objetivo é criar conteúdo de base didática para a capacitação de equipes das organizações e os temas são variados como segurança, higiene, motivação em tempos de home-office, liderança, entre outros.

 

“Aproveitamos o apelo didático que o teatro pode ter para informar e engajar, ao mesmo tempo que podemos executar a nossa arte. Nessa situação de distanciamento, o apelo lúdico, divertido e criativo é fundamental para que as pessoas se sintam engajadas, dispostas e conscientes de que esse período é passageiro”, ressaltou Pimentel. 


Para Tiago, essa inovação é uma oportunidade para ambos os lados. Ele acredita que o teatro virtual surge para preencher a lacuna emocional dos eventos corporativos online, agregando o toque humano e promovendo a proximidade mesmo em momento de distanciamento. 

“É uma forma de dar continuidade ao negócio, de tratar o teatro de forma profissional, inserindo num contexto empresarial e, ao mesmo tempo, prestar um serviço útil ao mercado e necessário às pessoas”, finalizou o diretor.  



 

VEJA TAMBÉM:
 

 










 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »