27/04/2019 às 07h24min - Atualizada em 27/04/2019 às 07h24min

Minas vence Dentil/Praia Clube no Sabiazinho e fica com o título

Praia Clube jogou sem a sua principal jogadora, Fernanda Garay, que ficou de fora com uma lesão no tornozelo

Superliga
O Minas comemorou seu terceiro título da Superliga em plena Arena Sabiazinho (Gaspar Nóbrega/Inovafoto/CBV)

O Minas  é o campeão da Superliga Feminina de vôlei 18/19. Depois de 17 anos, a equipe de Belo Horizonte voltou ao topo do pódio da competição. Nesta sexta-feira (26), o time do treinador italiano Stefano Lavarini superou o Dentil/Praia Clube por 3 sets a 1 (17/25, 25/23, 25/14 e 28/26), no ginásio do Sabiazinho. Com o resultado, o Minas fechou a série melhor de três com duas vitórias. 

O Minas, na época MRV/Minas, havia vencido pela última vez na temporada 2001/2002. Com a conquista, o grupo de Belo Horizonte coroou um ano de excelentes resultados como os títulos do Sul-Americano de Clubes, Copa Brasil, Campeonato Mineiro e o vice-campeonato do Mundial de Clubes. 

A ponteira Natália brilhou na final, foi a mais votada no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e ficou com o Troféu VivaVôlei. 

O treinador Stefano Lavarini, do Itambé/Minas, eleito o melhor treinador da Superliga Cimed feminina, parabenizou o grupo mineiro pela conquista e destacou a união do time de Belo Horizonte. 

"Foi uma temporada perfeita, tudo deu certo. Um dia eu li um comentário em nossas redes sociais onde um torcedor comentou algo como que o nosso time era um encontro de almas afins, e acho que isso foi o que aconteceu na temporada. Tivemos um grupo muito unido, algo que foi além do valor das jogadoras. O segredo do nosso time foi a união, achar pessoas afins, com objetivos comuns”, disse Lavarini, que ressaltou a temporada de grandes resultados. 

“Termino a temporada com a sensação de dever cumprido, mais do que fizemos só se tivéssemos conquistado o Mundial. Todos os demais campeonatos ganhamos, não tem como ser melhor que isso. Às vezes o resultado vem com o nível do time, com o trabalho feito, mas nem sempre vem com essas emoções em relação ao relacionamento do grupo, foi fantástico", analisou Lavarini. 

Pelo lado do Dentil/Praia Clube, o treinador Paulo Coco lamentou a derrota, mas fez questão de agradecer todo o apoio recebido dos torcedores de Uberlândia (MG) e a dedicação das jogadoras ao longo da temporada. 

"É fantástico ver que Uberlândia está respirando o voleibol. Vamos continuar trabalhando para sermos mais fortes na próxima temporada. Fizemos um jogo equilibrado, lutamos muito. Tivemos um ano de muito aprendizado, com problemas físicos, uma temporada exigente, mas a equipe se entregou e lutou até o último momento. Conseguimos o título inédito da Supercopa, mas o Minas mereceu pela temporada que fez, foi mais regular durante o ano, elas são merecedoras da conquista”, afirmou Paulo Coco. 

 

EQUIPES: 

DENTIL/PRAIACLUBE – Lloyd, Fawcett, Rosamaria, Michelle, Carol e Fabiana. Líbero – Suellen 
Entraram – Paula Borgo e Ananda, Laís, Ellen, 
Técnico – Paulo Coco 

ITAMBÉ/MINAS – Macris, Bruna, Gabi, Natália, Mara e Carol Gattaz. Líbero – Léia 
Entraram – Geórgia, Bruninha, Malu, Mayany, 
Técnico – Stefano Lavarini 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »