31/10/2018 às 07h56min - Atualizada em 31/10/2018 às 07h56min

TJD mantém pena do Vasco e Amador deve voltar

Com a perda de seis pontos, equipe cruzmaltina está eliminada da competição

Éder Soares
(GUILHERME BATATA/VASCO FC)
A Liga Uberlandense de Futebol (LUF) divulgou ontem o parecer final do Tribunal de Justiça Desportiva de Uberlândia (TJD) sobre o caso da partida entre Vasco e Luizote. O Tribunal manteve a pena do primeiro julgamento, punindo o Vasco com a perda de seis mandos de campo e de seis pontos, além de multa de R$ 5 mil, em virtude da confusão na partida realizada no Estádio Airton Borges, no dia 30 de setembro.

No jogo em questão, atletas do Vasco agrediram com chutes o árbitro Eliseu Silva após a expulsão do atacante Henrique Cavalo. A partida foi interrompida aos 12 minutos do segundo tempo e o Vasco não quis dar prosseguimento ao jogo. Cavalo levou três jogos de suspensão e terá que pagar cesta básica no valor de R$ 120. A equipe do Luizote foi punida com multa de R$ 5 mil e suspensão de membros da comissão técnica, mas decidiu não entrar com recurso.
Desde então, a Divisão Especial do Amador estava paralisada aguardando os trâmites da Justiça Desportiva. A LUF precisou cancelar a rodada do dia 21, a última da primeira fase, e no último final de semana a competição novamente não aconteceu devido às eleições.

Com a confirmação da punição em segunda instância, a LUF deverá marcar para o próximo domingo (4) a última rodada da fase classificatória, na qual serão conhecidos os oito classificados para as quartas de final. A entidade precisará esperar, até a tarde de amanhã, para confirmar a rodada, já que o Vasco ainda tem o direito de pedir a revisão da sentença ao relator do TJD, situação improvável de ser deferida.

Com a punição confirmada e a perda de seis pontos, o Vasco, atual vice-líder da chave B com 14 pontos, despenca para oito pontos perdendo a sua posição no G-4, zona classificatória para as quartas de final. Faltando uma rodada, o clube não tem mais como conseguir a vaga. Já o Luizote sai como beneficiado com o ganho de três pontos da partida, chegando aos 14 pontos e assumindo um lugar no G-4.
O presidente do Vasco, João Maria dos Santos, o João da Pipa, afirma que o clube apelará para a Justiça Comum.
 
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »