26/10/2018 às 11h22min - Atualizada em 26/10/2018 às 11h22min

Documentário sobre Estádio Parque do Sabiá será premiado pelo Cinefoot

Trabalho relata a presença da Seleção Brasileira em Uberlândia antes da disputa da Copa do Mundo de 1982

Éder Soares
Estádio Parque do Sabiá no dia da inauguração com jogo da Seleção Brasileira (Ascom/Prefeitura)
Um grupo de jornalistas da cidade, formados neste ano pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) receberá, amanhã, em Belo Horizonte, o prêmio dado pelo Festival de Cinema de Futebol (CINEFOOT), que busca reconhecer longas e curtas sobre futebol lançados no país. Mateus Augusto, Rodrigo Castro, Paola Buiatti e Gabi Mazzola, produziram ao longo do curso de jornalismo o documentário “O Sabiá e Canarinho”. O trabalho do grupo foi selecionado pela Mostra Minas e será exibido no estacionamento do Estádio Mineirão.
 
O trabalho relata os bastidores da inauguração do Estádio Municipal Parque do Sabiá, onde a Seleção enfrentou a Irlanda em amistoso realizado em 1982, pouco antes do embarque para a disputa da Copa do Mundo da Espanha naquele ano. O jogo terminou 7 a 0 para a equipe verde e amarelo e foi o último da equipe comandada pelo técnico Telê Santana, que era considerada a grande favorita para a conquista do Mundial, mas acabou sendo eliminada de forma surpreendente pela Itália.
 
O documentário foi produzido no quinto período do curso, em 2016, em uma disciplina de prática do curso em que todos os alunos deveriam produzir um mini documentário. “Ao longo dos quatro anos de curso produzimos vários audiovisuais, mas o Sabiá e Canarinho sempre foi um dos nossos preferidos e também um dos mais divertidos de fazer. Acho que por isso até hoje estamos colhendo os frutos dele”, disse Gabi.
 
O documentário faz uma mistura do nome do estádio com o apelido da seleção brasileira na época, conhecida como Seleção Canarinho. Esse tema foi sugerido pelo aluno Mateus Augusto, que apesar de não ser de Uberlândia ficou sabendo que fez uma partida de inauguração do estádio pouco antes de partir para copa de 82. “Todo o resto do grupo achou um máximo, já que todos nós sempre gostamos de futebol”, afirmou Gabi.
 
A jornalista disse que o professor Rafael Duarte Venâncio foi o responsável direto pela inscrição no festival. “O Rafael é louco por futebol e cinema. Ele quem sabe de todas as premiações e concursos do país e sempre mandava links para gente se inscrever. Esse a gente se inscreveu ainda no começo do ano e há umas três semanas ficamos sabendo, por e-mail, que fomos premiados”, disse Gabi, afirmando ainda que eles não esperavam ter tamanho reconhecimento.
 
“Na verdade, acho que ninguém se lembrava mais que tínhamos nos inscrevido no festival. Como a gente já se formou e está cada um em um canto fazendo alguma coisa, infelizmente não poderemos ir todos para Belo Horizonte, então o Rodrigo Castro é quem irá nos representar”, disse Gabi, que finalizou falando sobre a emoção de ter o trabalho reconhecido.
 
“Ver o Sabiá e Canarinho sendo reconhecido por uma entidade grande como é o CINEFOOT e sendo exibido ao lado de outros grandes trabalhos é maravilhoso. Cada um dos integrantes do nosso grupo merece esse reconhecimento”, finalizou.
 
Ficha técnica
 
Produção, roteiro e direção: Gabrieli Mazzola, Mateus Ferreira, Paola Buiatti, Rafael
Venâncio e Rodrigo Castro.
Gênero: Documentário
Duração: 12:32
Categoria: curta-metragem
País: Brasil
Idioma: Português
Sinopse:
O documentário Sabiá e Canarinho resgata a inauguração do estádio Parque do Sabiá em 27 de maio de 1982, marco histórico para o povo de Uberlândia - MG, quando a
Seleção Brasileira disputou amistoso contra a seleção da Irlanda, vencendo pelo placar de 7 a 0. A partida marcou também o último jogo da seleção antes de partir para a
histórica Copa do Mundo de 1982, na Espanha.
  
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »