10/10/2018 às 07h58min - Atualizada em 10/10/2018 às 07h58min

Praia vê necessidade de ajustes com normalidade

Éder Soares
Equipe enfrentará o Sesi Bauru em mais dois amistosos na Arena Praia (Ascom/Praia)
Depois de duas vitórias diante do Brasília na semana passada, o Dentil/Praia Clube terá cerca de dez dias de treinamentos antes de mais dois duelos preparatórios, desta vez diante do Sesi Bauru (SP), nos dias 18 e 19 deste mês, novamente na Arena Praia. Wendel Ramos, assistente técnico de Paulo Coco, que está com a Seleção Brasileira no Japão, analisa com normalidade o desempenho da equipe nos dois jogos, mas garante que as atuações estão longe do que a comissão técnica entende como ideal para a primeira competição oficial da temporada, que será a disputa do Campeonato Mineiro, entre os dias 5 e 7 de novembro, em Belo Horizonte.

No amistoso de quinta-feira (4), até com certa folga, o Praia venceu o Brasília por 3 sets a 0 (25/19, 25/18 e 28/26), mas no jogo seguinte, na sexta-feira (5), o rendimento acabou não sendo o mesmo e a vitória foi mais apertada, com o placar de 3 sets a 2 (25/21, 18/25, 25/22, 25/27 e 15/11).

“O desempenho no primeiro jogo foi compatível com o momento da equipe, mas ainda abaixo daquilo que analisamos como ideal para o início do Mineiro, situação que entendemos ser perfeitamente natural por terem sido nossos primeiros jogos. Houve alternâncias de intensidade, entre momentos bons e ruins, mas são situações que vamos trabalhar e que serão corrigidas com o tempo” disse Ramos, que finalizou falando sobre o segundo jogo. “Tínhamos uma proposta diferente. Combinamos cinco sets, independentemente do resultado. Agora não esperávamos ter uma oscilação como aconteceu dentro da partida. Queríamos observar formações diferentes da equipe e em posições diferentes. Se observamos por este lado, o amistoso foi bastante proveitoso. Já na qualidade técnica e tática, nós deixamos muito a desejar”, afirmou.

A ponteira Michelle Pavão entende que erros são normais neste começo de preparação. “Estamos em um caminho. Os jogos foram excelentes para observarmos os pontos que precisaremos evoluir ao longo de nossa preparação. Brasília, a exemplo do Bauru, que ainda iremos enfrentar, são equipes que pegaremos na Superliga e que nos darão um parâmetro muito bom. Agora é focar no Bauru e procurar errar menos do que erramos contra Brasília. Não existe outro caminho”, disse.

O segundo compromisso oficial da equipe uberlandense será a final da Supercopa, contra o Osasco (SP), no dia 10, em Fortaleza (CE). Já a estreia na Superliga acontece no dia 13, contra o Pinheiros em São Paulo. As datas do Mundial e Sul-americano ainda não foram divulgadas.
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »