27/07/2017 às 15h45min - Atualizada em 27/07/2017 às 15h45min

Regularização de imóveis

ACIUB - ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE UBERLÂNDIA

Empresários com Inquérito Civil em trâmite perante a Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, por conta de pendências de alvarás e habite-se por falta de acessibilidade, e que já têm a licença prévia de funcionamento, deverão solicitar o arquivamento do processo, segundo informações enviadas à Aciub pelo Promotor de Justiça Genney Randro Barros de Moura.

A solicitação do arquivamento do inquérito deve ser realizada pelas empresas que não tenham celebrado Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), por meio da apresentação à secretaria da Promotoria de Justiça de documento que comprove o início do processo de regularização ou documento hábil que comprove a regularidade do estabelecimento para que o inquérito civil seja arquivado.

 

Como obter a licença prévia para funcionamento

Em abril deste ano, foi promulgada uma Lei Municipal que permite a emissão de licença prévia para imóveis comerciais pendentes de alvarás e habite-se por falta de acessibilidade. Para conseguir esta licença é necessário que tenha sido iniciado o processo de regularização junto à Secretaria Municipal de Planejamento Urbano.

De acordo com a Lei Municipal 12.650, o requerimento para concessão da licença prévia para funcionamento deverá ser entregue no protocolo da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano de Uberlândia, acompanhado dos seguintes documentos:

- Matrícula ou transcrição atualizada do imóvel, expedida em até 60 dias;
- Documentação pessoal do proprietário do imóvel ou do representante legal, quando representado por terceiros;
- Alvará de vistoria do Corpo de Bombeiros - AVCB, ou autorização do Corpo de Bombeiros Militar, devidamente atualizado, quando for o caso.

Após a protocolização destes documentos será concedida licença prévia para funcionamento pelo prazo de 180 dias. No caso de imóveis que já estejam com as adequações de acessibilidade realizadas em conformidade com a legislação e normas vigentes, o interessado deverá requerer o Certificado de Acessibilidade apresentando os seguintes documentos:

- Documentos citados anteriormente exigidos para concessão da licença prévia;
- Relatório circunstanciado de acessibilidade elaborado por profissional devidamente habilitado, instruído com fotos internas e externas da edificação;
- Cópia da Anotação de Responsabilidade Técnica ou Registro de Responsabilidade Técnica – ART/RRT com as guias de recolhimento pagas.

Este requerimento seguirá para análise, parecer e aprovação pela Diretoria de Acessibilidade e Mobilidade Reduzida e a empresa receberá uma licença prévia de funcionamento por 180 dias, enquanto aguarda a avaliação do requerimento.

Uma vez concedida alicença prévia de funcionamento,a empresa terá o prazo de seis meses a dois anos para executar as obras referentes à acessibilidade, sendo que após a conclusão destas obras haverá um prazo de até dois anos para cumprir as demais exigências impostas pela legislação em vigor a fim de obter habite-se.

 

Prêmio Mulheres Que Fazem História

Em 2017, o Aciub Mulher, conselho ligado à Associação Comercial e Industrial de Uberlândia (Aciub), completa sua primeira década de atuação e realiza, no dia 7 de agosto, a 4ª edição do Prêmio Mulheres Que Fazem História, como parte das comemorações do aniversário de 10 anos. Para marcar esta data, o Aciub Mulher irá homenagear mulheres que atuam promovendo o desenvolvimento da cidade e se destacam em diversos setores. Nomes de destaque como cidadãs e profissionais em suas áreas receberão premiações em 20 categorias: Ação Social, Arte, Associativismo, Comércio, Comunicação, Cultura, Designer, Educação, Empreendedorismo, Esportes, Indústria, Inovação, Moda, Música, Saúde, Serviço Público, Serviços, Tecnologia, Mulher Destaque do Ano e Mulher Aciub.

O Prêmio Mulheres Que Fazem História foi criado em 2010 e já prestou reconhecimento a nomes de grande expressão e que são referência em Uberlândia, como a musicista Cora Pavan Capparelli, a estilista PatriciaBonaldi, a pianista Nininha Rocha, a escritora Martha Pannunzio, a blogueiraThássia Naves e empresárias como Edna Francisca, Kamila Prado, Geny de Araújo Costa e Sirlene Nunes.

Leia Também »
Comentários »