06/03/2021 às 08h59min - Atualizada em 06/03/2021 às 08h59min

Empoderamento feminino: você sabe aplicá-lo no dia a dia?

KELLY BASTOS (DUDI)
Bom dia!
 
Aproveitando o Dia Internacional da Mulher, nada mais oportuno do que falar (mais e mais) sobre o “empoderamento” feminino.

E o que vem a ser “empoderamento feminino”?

O empoderamento feminino diz respeito a incentivar cada mulher a encontrar dentro de si o seu poder. É reconhecer e fortalecer o papel individual das mulheres na sociedade. Ele é um dos pilares do feminismo e é fundamental para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e igualitária entre os gêneros.

O termo empoderamento vem do inglês, empowerment. Ele ganhou força nos últimos anos devido aos movimentos feministas nas redes sociais. Apesar disso, ainda é bastante difícil aplicar o empoderamento em nosso dia a dia devido ao machismo que nos cerca. Por isso, trouxe esse guia sobre o assunto para você colocar em prática e “se empoderar” e “empoderar”  outras mulheres.

Uma mulher empoderada conhece a si mesma. Conhece suas vontades, seus limites, seu corpo, seus planos e sonhos. É ser paciente consigo mesma e compreender o seu processo de desconstrução e crescimento pessoal.

Assim, ser uma mulher empoderada é ser uma mulher que reconhece o seu papel e a sua importância na sociedade e na vida de outras pessoas.

É respeitar as outras mulheres, independente do estilo de vida que elas levam. É encorajá-las, apoiá-las e ajudá-las a descobrirem o seu poder como mulher.

Ser uma mulher empoderada é tomar suas próprias decisões respeitando suas vontades. É colocar-se no lugar de outra mulher e não julgá-la,  praticando a sororidade.  Durante o processo de empoderamento, a mulher aprende a respeitar as diferenças físicas, culturais, raciais e sociais de forma que valoriza cada mulher e aprende a entender a representatividade de cada uma.

Dessa maneira, o empoderamento, ao ser colocado em prática, contribui para o aumento da autoestima feminina e para uma vida melhor entre as mulheres.

Pensando em uma sociedade mais igualitária que gere frutos positivos na economia, na política e no dia a dia das pessoas, a ONU, Organização das Nações Unidas, criou os Princípios do Empoderamento Feminino.

Liderança: busca estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero no mais alto nível. Ou seja, que as escolhas dos líderes em uma organização seja justa e igualitária.

Igualdade de oportunidade, inclusão e não discriminação: incentiva o tratamento igualitário entre os gêneros. Homens e mulheres devem ser tratados de forma justa no trabalho com o mesmo respeito, incentivos e benefícios.

Saúde, segurança e fim da violência: ele visa garantir a segurança e o bem-estar dos homens e mulheres no mercado de trabalho.
Educação e Formação: deve-se promover a educação e a capacitação profissional para as mulheres.

Desenvolvimento empresarial e prática das cadeias de fornecedores: apoiar o empreendedorismo feminino através da escolha dos fornecedores.

Liderança Comunitária e Engajamento: promover políticas voltadas à comunidade e ao ativismo social a fim de promover a igualdade de gêneros.

Acompanhamento, medição e resultado: incentiva as empresas e organizações a gerar relatórios sobre os progressos em busca da igualdade de gênero.

Ao seguir esses princípios, a instituição caminhará mais facilmente para o empoderamento feminino, contribuindo para um mercado de trabalho mais justo e igualitário.

Muitas estudiosas e escritoras realizaram trabalhos e pesquisas sobre o tema e como aplicá-lo no dia a dia. Existe uma lista extensa livros que ajudarão você a compreender o empoderamento e como se tornar uma mulher empoderada. Os livros tratam desde ensinar crianças a ser feministas até a empoderar mulheres negras. Todos escritos por mulheres, que irão ajudar você a entender o que é o empoderamento feminino e como ele pode mudar a sociedade e transformar o mundo. Por exemplo, Empodere-se: 100 Desafios Feministas Para Reconhecer Sua Própria Força e Viver Melhor, de Maynara Fanucci; Nada é mais forte do que uma mulher destruída que se reconstruiu – Hannah Gadsby; Não se nasce mulher, torna-se. – Simone de Beauvoir.

Finalizando, deixo algumas frases para reflexão:

“Mulheres, esqueçam a competição, não somos rivais, somos a revolução”.
“Numa sociedade que lucra com a nossa insegurança, gostar de si mesma é um ato de rebeldia”.
“Não sou livre enquanto outra mulher for prisioneira, mesmo que as correntes dela sejam diferentes das minhas”.
“Existem mulheres fortes e existem mulheres que ainda não descobriram sua força”.
“Eu nunca me considerei feminista, mas não acredito que se possa ser mulher nesse mundo e não ser uma”. – Oprah Winfrey
“Dizem por aí que a gente tem que  ver para crer. Já que é assim, procure o espelho mais próximo e comece a acreditar em você mesma”.
“Na força da luta, revelo a mulher que sou”.
“Mulheres fortes puxam as outras pra cima”.

Frases como essas podem despertar a vontade de empoderar outras mulheres e até mesmo de se empoderar. Elas podem ser o ponto de partida para a luta pela igualdade.

Como você viu, o empoderamento feminino é extremamente importante para o feminismo. Não existe feminismo sem empoderar as mulheres, sem ajudá-las a reconhecer o seu poder, o seu papel. Ele deve estar presente na nossa rotina, seja no trabalho, em casa ou nos relacionamentos… Empoderar é preciso, sempre!

Feliz Dia Internacional da Mulher! Todos os dias!
 
 
Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.
Leia Também »
Comentários »