25/08/2020 às 12h41min - Atualizada em 25/08/2020 às 12h41min

Fluência na língua inglesa: como esse processo se concretiza

Isabela Villas Boas, doutora em educação
Um dos focos do estudo de uma língua é desenvolver a fluência. Podemos ser fluentes na escuta, na fala, na leitura e na escrita, e essa fluência só se desenvolve na prática. Nos tornamos fluentes ao falar por meio da prática oral e, ao escrever, por meio da prática escrita. O mesmo ocorre com as habilidades receptivas – escutar e ler. Existe, porém, uma diferença entre escutar e ler para aprender e escutar a ler para praticar a fluência. No primeiro caso, o texto oral ou escrito precisa estar em um nível um pouco acima daquele do aprendiz no tocante ao vocabulário e às estruturas sintáticas. Já no segundo – para o desenvolvimento da fluência – o estudante precisa dominar pelo menos 95% do vocabulário. O desenvolvimento da fluência, no caso da leitura, se dá por meio da prática de ler cada vez mais rápido. Portanto, o mesmo texto não pode ser usado tanto para aprender quanto para desenvolver a fluência. 

Os textos usados para aprender – e não para desenvolver a fluência – precisam ter um vocabulário e uma complexidade sintática um pouco acima do nível do aluno. Com isso, é importante que o estudante não entenda e nem queira entender todas as palavras. É essencial, também, que ele consiga discernir quais as palavras fundamentais para a compreensão do texto e focar somente nelas. Uma dica é que o aluno selecione de três a cinco palavras para internalizar. Não adianta escolher uma lista extensa de palavras porque é impossível reter todas de uma só vez. Lembre-se: quantidade não é qualidade. 

Para a aprendizagem efetiva de vocabulário, é fundamental que se veja novamente a palavra pelo menos dez vezes. Uma boa estratégia, portanto, é ter um caderno de vocabulário. Organize as páginas em ordem alfabética e acrescente as palavras-alvo com as seguintes informações: a definição da palavra, uma frase copiada de algum texto em que a palavra é usada e uma frase original com a palavra. Sempre que possível, leia as palavras no caderno.  Uma última dica é acrescentar a essas práticas disciplina e determinação.




Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.


 
Relacionadas »
Comentários »