30/06/2019 às 15h00min - Atualizada em 30/06/2019 às 15h00min

Transtorno mental? Não! Chatice mesmo!

KELLY BASTOS (DUDI)
Você, provavelmente, não tem dificuldade nenhuma em apontar uma pessoa chata em uma reunião de pessoas, mas, será que é segura o suficiente e faz uma autoanálise de tempos em tempos para sentir se não repete algumas atitudes destas mesmas companhias que considera desagradável?

Quem nunca se perguntou se estava sendo chato demais? Talvez você já tenha se perguntado isso em algumas situações. Mas como saber se você é uma pessoa chata? A pessoa chata pode ser alguém inconveniente, que acha que é o dono da verdade, ou irritante. Para identificar se você é uma pessoa chata, primeiro terá que fazer uma análise de si mesmo, para chegar a essa conclusão. Quer descobrir? Ou, pelo menos, conferir? Veja abaixo alguns comportamentos que podem fazer você ser considerada chata sem perceber, segundo nossa consultora, Eliana Alves Pereira, psicóloga.

1. Você pode até ter a melhor das intenções, mas se tem o hábito de corrigir as pessoas, "ensinando" a maneira correta de expressar as palavras, pode ser considerada chata e constranger quem está ao redor.

2. Mesmo que você tenha ótimas histórias para contar procure sempre ouvir o que os outros têm a dizer e evite monopolizar as conversas o tempo todo.

3. Por falar em histórias, por mais interessante que elas sejam, precisam ser resumidas para que não se tornem relatos longos e chatos para quem está ouvindo. Essa é de amargar!

4. Em uma reunião de amigos, especialmente em locais públicos, dar risadas altas e exageradas pode causar constrangimento e fazer com que você pareça uma pessoa desagradável.

5. Bom humor é essencial para a vida e atrai amigos. Mas é importante ainda aprender que existe hora para tudo e fazer piadas o tempo todo pode te transformar em uma pessoa chata.

6. Todo mundo gosta de replicar memes e mensagens engraçadas em grupos de WhatsApp, mas se você faz isso todos os dias ou mesmo a toda hora, saiba que será considerada inconveniente por muitas pessoas.

7. A não ser que você seja digital influencer, blogueira ou afins publicar nas redes sociais tudo o que você faz e sente, além de te expor demais, ainda garante fama de chata da internet.

8. Outro erro comum típico de pessoas chatas e comum em tempos de redes sociais é replicar opiniões políticas para toda a lista de contato e até mesmo compartilhar supostas notícias sem checar a veracidade.

Resumindo a chatice:

- Pessoa que fala muito: simplesmente não para de falar, qualquer assunto ela tem que comentar. Precisa participar de qualquer conversa; às vezes não espera a outra pessoa terminar de falar e já começa a dar opinião sobre o assunto.

- Inconveniente: quando está na casa de outros, abre a geladeira, investiga o que tem de diferente no ambiente. Faz perguntas constrangedoras perto de pessoas que não deveria. Invade a privacidade do outro.

- É do tipo irritante: faz brincadeiras sem graça, conta piadas em horas impróprias. Se auto convida para passeios. Liga constantemente ou manda mensagens o tempo todo.

- Quer ser intelectual: fala de coisas sobre o céu, a terra e o mar, mostrando um conhecimento primata do assunto, somente para tentar cativar as pessoas ao redor.

- Sempre está certo: não importa o assunto, ele quer que a palavra final seja sempre a dele. Por mais que saiba que o assunto está correto, ele procura um meio de ir contra só para poder finalizar a conversa do modo dele. Nunca aceita ser contrariado, por isso discute bastante.

- Pegajoso: é do tipo que, quando chega, as pessoas dizem: lá vem ele. É desagradável, não tem amigos íntimos, procura se infiltrar onde não é chamado.

Se analisando os pontos você perceber que é uma pessoa chata, saiba que isso pode ser sinal de alguma doença, que pode ser tratada com ajuda psicológica.


*Esta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.
Tags »
Relacionadas »
Comentários »