29/05/2018 às 10h17min - Atualizada em 29/05/2018 às 10h17min

A importância do autoconhecimento

ANA SLAVIERO | ESPECIALISTA EM TRANSIÇÃO DE CARREIRAS
  
Há doze anos passei por este dilema. Chegou o momento em que eu precisava me conhecer mais do que eu já me conhecia para descobrir opções daquilo que eu gostaria e poderia fazer. O autoconhecimento é tão importante que não basta simplesmente tentar fazer qualquer coisa, é preciso sim conhecer as capacidades, potencialidades e a partir daí desenvolvê-las. Pois só o autoconhecimento permite que você possa descobrir algo que te dê satisfação e que, sobretudo, possa ser de interesse e contribuição para o meio e para a sociedade em que está vivendo. Só você mesmo pode descobrir e saber do que é capaz e pode desenvolver.

É claro que o primeiro passo para o autoconhecimento é querer. Porém não basta simplesmente querer, é preciso conhecer aquilo que você pode fazer.

Hoje existem profissionais e ferramentas que podem ajudar a descobrir e conhecer as verdadeiras capacidades e talentos.

Se você conhecer o meu exemplo através da minha história você vai perceber que aquilo que eu faço, eu gosto de fazer. Por 25 anos trabalhei numa instituição religiosa, onde tive atividades específicas a serem desenvolvidas, especialmente no período em que, por nove anos, fui administradora hospitalar. Na instituição havia outras pessoas, com outras atividades e funções. Eu desenvolvi muito bem minhas atribuições como enfermeira e como administradora. Assim quando me deparei com o desafio de encontrar uma nova atividade, ao romper com a instituição religiosa, precisava descobrir uma atividade em que pudesse desenvolver o meu potencial.  Para isso foi importante eu me conhecer. Saber que eu poderia desenvolver uma profissão. Ou como enfermeira, pois gostava de cuidar das pessoas, ou como professora, pois gostava de ensinar as pessoas, ou como administradora, pela experiência que adquirira. Tendo clareza das minhas aptidões e experiências, não busquei naquele momento desenvolver atividades desconhecidas.

Ao se decidir por uma transição de carreira você precisa se conhecer, buscando descobrir os verdadeiros talentos e potencialidades. Por isso é importante levar em conta que as mudanças ao longo da nossa vida são necessárias e que fatalmente vão ocorrer. Nestes momentos, a primeira coisa é conhecer-se a fundo e saber analisar atividades que já realizou durante a vida ou que gostaria de fazer, ou ainda um talento adormecido, ou mesmo um hobby que possa desenvolver e transformar em profissão e atividade. O mais importante é saber o que se pode fazer ou goste de fazer. Só assim é possível desenvolver ou dar novo rumo à carreira.

É importante saber que, a partir do autoconhecimento, pode-se buscar recursos para seu desenvolvimento e capacitação. Este autoconhecimento permite que se descubram qualidades, capacidades, bem como áreas que devem ser melhoradas.

Eu mesmo levei anos em busca do autoconhecimento, procurando saber quem sou de verdade, quem é a Ana na sua essência. Um processo dinâmico, nada fácil, porém possível.  É necessário permitir-se a cada dia buscar a sua melhor versão.
Relacionadas »
Comentários »