06/11/2017 às 05h05min - Atualizada em 06/11/2017 às 05h05min

Dicas de conservação

ADRIANA KARIMI MANISH | COLUNISTA

Essa semana recebi aquelas mensagens virais no WhatsApp, que geralmente são passadas de imediato e se tornam verdade absoluta. Temos que ser mais questionadores ou pelo menos deixar de enviar algo do qual não temos certeza.

A mensagem dizia que os médicos pediam desesperadamente para que as pessoas colocassem de molho no vinagre produtos como feijão, antes de cozinhá-los.

Acontece que a mesma mensagem circula, com variações, desde 2010. Isso porque, naquele ano, as lavouras de feijão de São Paulo sofreram com uma bactéria que afetava a produtividade e melhoramentos genéticos eram estudados. Mas nada relacionado ao consumo humano.

Além disso, o vinagre, por 15 minutos, não conseguiria penetrar no feijão cru, onde uma bactéria supostamente tão potente deveria estar. Mesmo com todas as marcas de um boato, a mensagem sobre o feijão reforça um cuidado importante: lavar bem e evitar ingerir alimentos crus seguem como ações para prevenir intoxicações alimentares. 

Mas para se lavar frutas e verduras, não se usa vinagre se o objetivo é matar os germes.  O vinagre  (de qualquer tipo) é apenas uma solução contendo, principalmente, ácido acético, o qual está em concentrações mínimas, sendo totalmente ineficaz para matar seres contaminantes. Esse produto só deve ser usado, como acessório, no tempero de saladas e outros pratos.

Na higienização desses alimentos deve-se usar a água sanitária. Seu princípio ativo, o hipoclorito de sódio (em específico, o íon hipoclorito) é um potente desinfetante e bactericida. O recomendado pelos órgãos de saúde é deixar as frutas e verduras de molho, por cerca de 15 minutos, em uma solução feita com 1 colher de sopa de água sanitária para cada 1 litro de água. Cuidado para não exagerar no uso da água sanitária, pois ela pode ser bastante tóxica em excesso, além do que se passar da concentração e do tempo indicado, as folhas, por exemplo, perdem a sua crocância, ficando com uma textura mole e com aspecto de queimado.

Entenda o passo a passo para a higienização correta:

- Retire as partes estragadas do alimento

- Realize uma pré-lavagem para retirar as sujidades visíveis. Folha por folha ou unidade por unidade

- Prepare a solução clorada e deixe o alimento imerso na solução por 15 minutos

- Enxágue o alimento em água potável corrente

IMPORTANTE: Apenas use produtos onde esteja escrito “água sanitária” para lavar os alimentos. Outros alvejantes podem conter hipoclorito de sódio, mas também trazem outras substâncias muito nocivas à saúde se ingeridas.

OBSERVAÇÃO: É bom usar água sanitária para lavar mesmo as cascas das frutas que não serão ingeridas cruas (como o abacaxi e o mamão) para evitar que germes ativos dessa região sejam passados para o interior comestível no momento de descascá-las ou cortá-las. 

É FATO!  De acordo com uma pesquisa científica publicada na Revista Proteste, o único produto que consegue eliminar 100% todos os coliformes, leveduras e bolores, e reduzir as bactérias a níveis aceitáveis é a água sanitária.

Usem vinagre e limão para tempero, e o sabão, para higienização de utensílios. Para os alimentos, não!

Relacionadas »
Comentários »