01/08/2019 às 15h47min - Atualizada em 01/08/2019 às 15h47min

Casal chega em Tocantins e se encanta com "belezas escondidas"

Os uberlandenses Mayara e Ederson conheceram o menor rio do Brasil e fez novos amigos

MAYARA PELEGRINI E EDERSON MACHADO
Aventura do casal começou no último dia 24 de junho | Foto: Arquivo Pessoal
Novos amigos, rios com água cristalina e comida boa faz parte do novo diário de viagem dos uberlandenses Mayara Pelegrini de 26 anos e Ederson Machado, de 30. Nesta semana, o casal do De Boas Na Kombi chegou ao estado de Tocantins e se encantou com as "belezas escondidas" da região. 

A volta pelo Brasil começou no dia 24 de junho e, na última semana, Mayara e Ederson conheceram a última cidade de Goiás do seu itinerário. O objetivo do casal é chegar aos Lençóis Maranhenses (MA) e depois terminar de conhecer o sudeste e sul do país com a kombi e a gata Khaleesi.

 

“Ficamos dois dias em São Domingos e buscando um guia para nos levar para conhecer algumas das cavernas em terra ronca. Conhecemos o Kristie, que vendo que estávamos com pouco dinheiro devido aos problemas com a Kombi, foi super atencioso e nos disse para irmos à sua fazenda para combinarmos algo que ficasse bom para a gente e que não podíamos ir embora sem conhecer a região.

Fomos cedinho para a Fazenda Colinas e lá fomos recebidos por ele, sua esposa Sirlene, e o filho lindo deles, o Ben, que tem 3 aninhos.

Conversamos, conhecemos um pouquinho da fazenda deles (maravilhosa, diga-se de passagem) e partimos para conhecer a caverna Angélica. Voltamos para a fazenda e um almoço super gostoso, preparado pela Sirlene, nos esperava. Além de estar tudo muito delícia, ela ainda se preocupou com o fato de eu (Mayara) ser vegana, o que me deixou muito feliz e agradecida.

Após o almoço, o Edim e o Kristie saíram para visitar a caverna Terra Ronca 1. Ele pirou, achou muito lindo e já planeja voltar no futuro para ir nas mais difíceis, passando por rios e cachoeiras dentro da caverna. Eu fiquei com o Ben e a Sirlene na fazenda e que pessoas maravilhosas. Me senti em casa mesmo. O Ben é uma criança muito divertida, brincamos de carrinho, na rede e de futebol (a energia dele é de tirar o chapéu hahahah).




Das surpresas que esta viagem nos deu, conhecer esta família foi com certeza umas das melhores. Partimos deixando amigos e uma sensação de felicidade, de termos a chance de conviver, mesmo que um pouquinho, com pessoas tão especiais assim.

E ainda tem a fazenda deles que é perfeita, tem mil opções para fazer e eles pretendem transformar ela em um local para que as pessoas possam ter todas as experiências que a região pode proporcionar, desfrutando de uma estrutura boa para dormir e comer. Vale muito a pena, é um local de paz.

Deixamos a fazenda em direção ao Tocantins e com um gostinho de saudade desse estado de Goiás que tanto nos cativou.

Fomos pela Bahia buscando ter uma estrada com um asfalto melhor (a GO-447 nos traumatizou hahahahah) e nos contemos para não seguir por lá e mudar nosso trajeto hahahaha.

Chegando em Tocantins, nossa primeira parada foi na cidade de Aurora do Tocantins, que é um lugar pequenininho, com apenas 3 mil habitantes, mas que tem lugares com uma beleza surreal.

Ficamos três dias parados na rua principal, onde conhecemos algumas pessoas que pararam para conversar com a gente, compramos comida e descansamos um pouco. Conversando com uma senhora que tem um supermercado na cidade, ela nos falou para irmos conhecer o Balneário Douradas, que o rio de lá era uma delícia e que poderíamos ficar acampados de graça, já que foi uma obra da prefeitura.

Partimos para lá com uma expectativa bem alta, já que a senhora descreveu o lugar como um paraíso, e mesmo assim, ao chegarmos lá, ainda ficamos surpresos. A água é azul-esverdeada, muito diferente das águas dos rios que estamos acostumados, com muita vegetação, vários pássaros e também muuuuitos borrachudos hahahahha.

Nosso plano inicial era ficarmos apenas dois dias lá, mas ficamos tão apaixonados que decidimos ficar 4 dias para só depois seguir para conhecer o Rio Azuis (menor rio do Brasil), que é a principal atração turística da cidade.




O Balneário tem uma estrutura muito boa para quem quer ficar por lá, tendo um barzinho, banheiros e uma área que dá para montar várias barracas. E como toda cidade que fomos até agora, as pessoas são muito prestativas e divertidas.

Conhecemos um grupo de Goiânia (GO) que estava conhecendo a região e um guia local. O Edim pôde descer o rio de bóia cross e segundo ele, foi umas das melhores coisas da viagem até agora. Eu não curto muito essa vibe e preferi ficar na beira do rio, curtindo o vento e a beleza do lugar.”
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »