06/07/2019 às 16h00min - Atualizada em 06/07/2019 às 16h00min

Histórico de saúde da família é importante para sua saúde

ANGELA SENA PRIULI

Histórico de saúde da família é um registro das doenças e condições de saúde em sua família. Lembre-se: você e seus familiares compartilham genes! Mas vai além... vocês também podem ter comportamentos em comum, como hábitos de exercícios, o que gostam de comer, vocês podem morar na mesma cidade e entrar em contato com coisas semelhantes no ambiente. A história da família inclui todos esses fatores "internos" e externos, e qualquer um deles pode afetar sua saúde.

Por exemplo, saber disso é muito importante para seus filhos. Você pode não perceber que o diabetes da sua mãe ou a doença falciforme do seu primo podem afetar seu filho, mas coletar as informações do histórico familiar é importante para manter seu filho saudável, pois pode ajudar o médico do seu filho a fazer um diagnóstico se o seu filho apresentar sinais de uma doença e também pode revelar se o seu filho tem um risco aumentado de doença. Se assim for, o médico pode sugerir testes de triagem. Muitas doenças genéticas se tornam aparentes na infância, e saber sobre o histórico de uma condição genética pode ajudar a encontrar e tratar a doença precocemente.
 
Como eu posso resgatar esse histórico?

Você pode saber muito sobre sua história familiar ou apenas um pouco. Para obter uma visão completa, use reuniões de família como um momento para falar sobre o histórico de saúde. Vamos aos passos:
- Se possível, examine as certidões de óbito e os registros médicos da família.
- Colete informações sobre seus pais, irmãs, irmãos, meias-irmãs, meio-irmãos, filhos, avós, tias, tios, sobrinhas e sobrinhos. Inclua informações sobre as principais condições médicas, causas de morte, idade no momento do diagnóstico, idade da morte e origem étnica.
- Certifique-se de atualizar as informações regularmente e compartilhe o que você aprendeu com sua família e seu médico.
- Na era da inteligência artificial existem muitos aplicativos digitais que armazenam e organizam dados sobre a saúde individual e da família, então já deixar isso pronto para as próximas gerações será muito proativo de sua parte. Além disso, existem plataformas internacionais que te ajudam a organizar o histórico familiar de saúde, como o Does it run in the family (vide fontes).

A maioria das pessoas tem uma história familiar de pelo menos uma doença crônica, como câncer, doenças cardíacas e diabetes. Se você tem um familiar próximo com uma doença crônica, você pode ter mais chances de desenvolver essa doença, especialmente se mais de um parente tem (ou teve) a doença ou um membro da família tem a doença em uma idade mais jovem que habitual. Então, mesmo que você não conheça todas as informações do histórico de saúde da sua família, compartilhe o que você sabe com seu médico. As informações, mesmo que incompletas, podem ajudar seu médico a decidir quais exames de triagem são necessários e quando esses testes devem começar.
 
Como posso usar o histórico de saúde da minha família para melhorar minha saúde?
Você não pode mudar seus genes (ainda), mas pode mudar comportamentos não saudáveis, como fumar, não se exercitar ou ser ativo, e maus hábitos alimentares. Se você tem um histórico de saúde familiar da doença, você pode ter mais a ganhar com mudanças de estilo de vida e testes de triagem. Em muitos casos, a adoção de um estilo de vida mais saudável pode reduzir o risco de doenças que afetam sua família. Check-ups, como rastreamento de diabetes, mamografias e exames de câncer colorretal, ajudam a encontrar sinais precoces da doença. Encontrar doença precocemente pode, muitas vezes, significar melhor saúde a longo prazo.

Bora ativar o detetive que há em você nos almoços de domingo e com simples perguntas matar a charada de uma vida mais saudável e, quiçá, mais longeva?! Mas não se esqueça: não adiantar saber de tooooda a história do seu tatatataravô se HOJE você não viver com um estilo de vida realmente saudável, ok?
 
Fontes:
https://www.cdc.gov/genomics/famhistory/index.htm
http://familyhealthhistory.org/


*O conteúdo desta coluna é de responsabilidade do autor  e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »