16/04/2018 às 18h29min - Atualizada em 16/04/2018 às 18h29min

Por quê CiênciaPop?

ANGELA SENA PRIULI | COLUNISTA

Você sabia que...?

Essa é uma expressão que ouvimos muito dentro de salas de aula ou lemos em livros enquanto estamos estudando.

Fora desse contexto, o aprendizado de coisas novas é muito prático, depende de muitas tentativas e erros, e nem sempre tiramos uma lição de nossas ações.

Nos dias digitais de hoje, temos acesso a muitas novidades sobre saúde, meio ambiente, energia, enfim, de tudo que precisamos para nossa roda girar. Acontece que "ter acesso" não significa que entendemos as descobertas do mundo moderno.

A ciência avança a passos largos em muitas direções! Então, só precisamos de fontes que decifrem esses novos caminhos para que todos nós, independente de idade, gênero, classe social, entendamos e apliquemos a ciência em nossas realidades. Essa é uma forma de popularizar a ciência!

E a boa notícia: vamos trazer semanalmente pílulas de descobertas científicas relevantes para sua vida, leitor! Bora aprender juntos?

Hoje temos uma série sobre descobertas fresquinhas relacionadas à importante data recentemente celebrada: o Dia Mundial do Combate ao Câncer.

Obesidade em Crianças e Jovens

Uma pesquisa do tipo meta-análise (resultado do resumo de mais de 100 estudos científicos) mostrou que a obesidade causa mudanças irreversíveis no DNA de crianças e jovens, levando ao aparecimento precoce de muitos tipos de cânceres. Por exemplo, adultos que foram crianças obesas têm duas vezes mais chances de desenvolver o câncer mieloma múltiplo. Nesse caso, o aparecimento do câncer ainda pode se adiantar e vir aos 45 anos, ao invés dos 69, idade com pico de incidência deste tumor. E são mais 12 tipos de cânceres nessa lista.

O que queremos para o futuro de nossos filhos? Vamos nos conscientizar de trazer bons hábitos alimentares e fugir do sedentarismo, porque na saúde o futuro pode ser previsto sim e a prevenção é a chave do sucesso.

Carne Vermelha

Um estudo realizado em 32 mil mulheres inglesas, com avaliação durante um período de 17 anos, mostrou que o hábito de NÃO comer vermelha reduz significativamente o risco de desenvolvimento do câncer de cólon distal (região onde as fezes ficam armazenadas). Churrasqueiros de plantão que me perdoem, mas nessa os vegetarianos, veganos e afins tiveram vantagem!

Noites de trabalho

Trocar o dia pela noite é uma realidade de muitos trabalhadores. A questão é que esse hábito invertido de sono aumenta significativamente o risco de desenvolvimento de câncer em mulheres. Uma meta-análise envolvendo mais de 3 milhões de pessoas revelou que mulheres que trabalham a noite tem maior risco de desenvolver câncer de pele (41%), de mama (32%) e gastrointestinal (18%).

Alguém tem que trabalhar a noite, né? Mas temos que repensar todo nosso estilo de vida para compensar esse furo da night!

Fontes:

1. Berger NA. Obesity. 2018; 26 (4): 641-650.
2. Rada-Fernandez de Jauregui D. Int J Cancer. 2018
3. Yuan et al. Cancer Epidemiology Biomarkers & Prevention, 2018; 27(1): 25.
Relacionadas »
Comentários »