09/03/2021 às 18h55min - Atualizada em 09/03/2021 às 18h55min

Taxa de contágio da Covid-19 começa a cair após um mês de restrições, aponta Prefeitura de Uberlândia

Ritmo de contaminação caiu de 1,25 para 1,04 desde que medidas mais restritivas entraram em vigor na cidade

DA REDAÇÃO
Antes, 100 pessoas com Covid transmitiam para outras 125. Com as restrições, o número caiu para 104 | Foto: PMU/Divulgação
As restrições mais duras adotadas pela Prefeitura de Uberlândia para tentar conter o avanço da Covid-19 na cidade já estão surtindo efeito, segundo o Executivo municipal. Se até 4 de fevereiro deste ano a taxa de contágio da doença estava em quase 1,25 (100 infectados têm potencial para transmitir o coronavírus para outras 125 pessoas), o monitoramento feito até o fechamento da semana até 1º de março aponta que o índice caiu para 1,04 (100 infectados transmitem para outras 104 pessoas), de acordo com dados da Secretária de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). A taxa de contágio considerada estável pelos especialistas está abaixo de 1, bem como o índice seguro para um retorno mais amplo das atividades fica em 0,5 (quando duas pessoas com a doença têm potencial para infectar somente uma outra).

O ritmo de proliferação do vírus sofreu dois impactos neste último mês: o primeiro com a deliberação número 4, definida no começo do mês pelo Comitê de Enfrentamento à doença, e o segundo com a deliberação número 6, de 22 de fevereiro. A partir desse último documento, foi mantido o toque de recolher diário das 18h às 5h, ampliando as medidas para autorização de abertura de lojas físicas apenas dos serviços essenciais e adoção de lei seca, entre outras.

“Eu sei que todos nós estamos nos sacrificando muito neste momento. Isso está longe do que consideramos o ideal, tenham certeza, e estamos trabalhando sempre com base em dados científicos e técnicos, para que possamos retomar nossas rotinas. Infelizmente, com os leitos de UTI lotados em toda a rede em decorrência do novo coronavírus, temos que estar em constante alerta. E cada morador de Uberlândia precisa ser um aliado, evitando sair ao máximo, mantendo distanciamento social, usando máscara quando estiver fora de casa e higienizando as mãos com frequência”, reforçou o prefeito Odelmo Leão.

VÍRUS MAIS AGRESSIVO
Diferente do que ocorreu em 2020, os casos graves de Covid-19 têm demandado internação mais cedo e por um período mais longo, com um número cada vez maior de pessoas abaixo dos 60 anos infectadas. Nesta semana, a cidade recebeu a confirmação de que circula em Uberlândia duas novas cepas do vírus, que são mais agressivas que o original - a britânica e a P.1, encontrada em Manaus (AM). Apesar do cenário preocupante, o percentual de letalidade municipal, de 1,59%, continua mais baixo do que o de cidades como São Paulo (2,92%), Belo Horizonte (2,41%) e Ribeirão Preto (2,33%).

VENTILADORES PULMONARES
A Prefeitura de Uberlândia recebeu da empresa Verde Urbanismo Participações LTDA, nesta segunda-feira (8), três novos ventiladores pulmonares. Os equipamentos serão usados na rede municipal de saúde para o enfrentamento à Covid-19. O ventilador pulmonar é um dos equipamentos essenciais para a manutenção da vida dos pacientes com coronavírus em momentos de crise como a deficiência em atividades cardiorrespiratórias, um dos sintomas causados pela Covid-19. O equipamento pode manter a vida do paciente durante o tempo em que ele não consegue fazer o movimento respiratório sozinho.

 

VEJA TAMBÉM:

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »