16/09/2020 às 13h34min - Atualizada em 16/09/2020 às 13h34min

Vereadores cassados têm candidatura aprovada em convenções partidárias

Partidos oficializam Odelmo (PP), Arquimedes (PT) e Attiê (PTB) como candidatos à Prefeitura de Uberlândia nesta terça-feira (15)

SÍLVIO AZEVEDO
Ronaldo Alves, Silésio Miranda e Juliano Modesto respondem criminalmente após denúncias do Gaeco | Foto: Reprodução
O Diário de Uberlândia fez um levantamento dos vereadores que foram cassados neste ano, por quebra de decoro parlamentar, e apurou que pelo menos três dos condenados pela Câmara Municipal tiveram a candidatura aprovada nas convenções partidárias desta semana. São eles: Ronaldo Alves, Juliano Modesto e Silésio Miranda.

Os ex-vereadores responderam ao processo administrativo após denúncias oferecidas em decorrência das operações realizadas pelo Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), no ano passado, para apurar o mau uso do dinheiro público. A cassação resultou na perda do mandato e tornou os parlamentares inelegíveis por oito anos. Contudo, eles podem tentar reverter a situação judicialmente caso queiram concorrer ao pleito.  

Ronaldo Alves, presidente do partido Democracia Cristã (DC), é um dos candidatos a vereador ao próximo pleito e teve o nome confirmado durante a convenção do partido no início da semana. 

A mesma situação é compartilhada por Silésio Miranda (PT), que teve o nome aprovado na convenção do partido na noite desta terça (16). Os dois foram investigados e denunciados criminalmente na operação Má Impressão, acusados de usar irregularmente a verba indenizatória.  

O diretor de comunicação do Grupo do Trabalho Eleitoral do PT, Gilberto Neves, informou que Silésio Miranda entrou na Justiça com um mandado de segurança com pedido de liminar, que se concedida antes prazo final para registro, valida sua candidatura.

A reportagem também procurou Ronaldo Alves para questionar a situação jurídica, porém o político solicitou que retornasse o contato após alguns minutos e não atendeu mais às ligações. 

Já Juliano Modesto, investigado nas operações Torre de Babel, O Poderoso Chefão, Guardião e Má Impressão também é candidato a vereador pelo Democratas após a convenção do partido, realizada nesta terça. Além de ter tido o mandato cassado, ele responde judicialmente a crimes em razão da apuração sobre o desvio de recursos do transporte municipal escolar, tentativa de obstruir as investigações do Ministério Público, uso irregular da verba de gabinete e também foi acusado de envolvimento em um esquema de propina no contrato de vigilância do Legislativo.

Em contato com o presidente da legenda, Arnaldo Silva Júnior informou que o partido está tomando as devidas providências judiciais para regularização da situação de Modesto. 

A reportagem também aguarda a listagem de candidatos dos outros partidos para averiguar outros eventuais candidatos cassados.

Odelmo, Arquimedes, Attiê e Chico Humberto oficializam candidaturas


Mais quatro partidos realizaram suas convenções partidárias nesta última terça-feira, com destaque para o Partido Progressista (PP), que oficializou o nome de Odelmo Leão como candidato à reeleição ao Executivo e Paulo Sérgio Ferreira (PSD) como vice. O Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e o Partido da Mobilização Nacional (PMN) também tiveram suas reuniões.

A convenção do PP foi transmitida pelo canal do prefeito Odelmo Leão no YouTube e contou com a presença de representantes de alguns partidos que farão composição partidária com o PP, como o Republicanos, PV, PL, PMB, Rede, PTC, Podemos, PRTB, Avante, Patriotas, DC, PSC, além do senador Antônio Anastasia (PSD), que participou remotamente. As demais legendas fechadas com Odelmo enviaram vídeos com seus representantes.

Odelmo Leão (PP) e Arquimedes Diógenes (PT) vão disputar cargo de prefeito; PTB tem impasse entre Felipe Attiê e Chico Humberto | Foto: Reprodução

Além do PP, o PT oficializou o nome do ex-reitor da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Arquimedes Diógenes Ciloni, como o candidato ao Executivo, com a professora Iara Helena Magalhães como vice e mais 31 candidatos a vereador, sendo 22 homens e nove mulheres. 

O PMN municipal sofreu uma intervenção da Executiva Estadual, trocando o nome do presidente na segunda-feira e o que seria apoio ao atual prefeito, Odelmo Leão, mudou para o Partido Social Liberal (PSL), que deve oficializar Thiago Fernandes como candidato na convenção que acontece nesta quarta-feira (16).

Além do PSL, nesta quarta-feira acontecem as convenções do PODEMOS, PRTB, REDE e MDB, que deve anunciar o nome que disputará a vaga no Executivo.

IMPASSE
Outro partido que definiu seu candidato é o PTB, que oficializou Felipe Attiê como o nome que concorrerá à vaga de prefeito, junto ao ex-presidente do Sindicato Rural de Uberlândia, Paulo Roberto Andrade Cunha (Cidadania), além dos 11 postulantes a uma vaga no Legislativo. A chapa já foi registrada no sistema de candidaturas da Justiça Eleitoral.

A outra ala do PTB de Uberlândia realizou uma segunda convenção, na manhã desta quarta-feira (16), e oficializou Chico Humberto como candidato a prefeito, junto à pastora Adriana Oliveira como vice e mais 14 nomes que buscarão uma vaga no Legislativo. Segundo Chico, a convenção foi realizada com autorização do Tribunal Regional Eleitoral.


VEJA TAMBÉM:

 


 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »