25/08/2020 às 10h28min - Atualizada em 25/08/2020 às 12h39min

Recém-nascido abandonado será entregue à família temporária em Uberlândia

Bebê foi encontrado nesta segunda (24) no Anel Viário Sul; família biológica ainda não foi localizada e caso será investigado pela Polícia Civil

BRUNA MERLIN
Menino foi resgatado por equipe do Siate após pedestre encontrar criança às margens da via | Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
O recém-nascido encontrado às margens da LMG-503 (Anel Viário Sul), nesta segunda-feira (24), será assistido pelo Programa Família Acolhedora de Uberlândia e ficará, temporariamente, sob os cuidados de uma das famílias cadastradas. A informação foi confirmada na manhã desta terça-feira (25) pelo juiz da Vara da Infância e Juventude, José Roberto Poiani. 

O bebê do sexo masculino permanece internado e está em observação no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). O Diário entrou em contato com o Conselho Tutelar, que retornou no início da tarde informando que o quadro de saúde dele é estável. Os exames sorológicos ainda estavam sendo realizados.


Segundo Poiani, a criança continuará na unidade de saúde até todo o procedimento do programa de acolhimento ser finalizado. “Iremos dar entrada no serviço e, assim que encontrarmos uma família cadastrada no programa, ele sairá do hospital somente com uma ordem judicial. Também iremos realizar o registro de nascimento da criança”, destacou o magistrado. 

Após a entrega do recém-nascido à família acolhedora, será estabelecido um prazo de 30 dias para que a família biológica seja encontrada e demonstre interesse em ficar com a criança. Caso isso não ocorra, o bebê será incluído na fila de adoção.

“Nosso objetivo é não deixar que ele seja levado para um abrigo. Caso ele seja incluído na fila de adoção, ele continuará com a família acolhedora até encontrarmos uma família definitiva”, complementou. 


Ainda não há informações de quem abandonou o bebê e o que motivou o ato. A família biológica também não foi encontrada, mas o juiz informou que a Polícia Civil deverá abrir um inquérito para investigar o caso e encontrar os responsáveis pelo crime de abandono de incapaz. 

ENTENDA O CASO
O recém-nascido abandonado foi resgatado na LMG-503, no Anel Viário Sul, próximo ao bairro Shopping Park em Uberlândia. O bebê estava dentro de uma sacola plástica ainda com o cordão umbilical. 

De acordo com a Polícia Militar (PM), a criança foi encontrada por um pedestre que caminhava pelo local. A testemunha pediu o auxílio de alguns moradores da região para acionar o socorro. 

Uma equipe do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) prestou os primeiros socorros e estabilizou os sinais vitais. Em seguida, o recém-nascido foi encaminhado ao Pronto-Socorro da Universidade Federal de Uberlândia (PS-UFU) sem ferimentos aparentes.

PROGRAMA
O Programa Família Acolhedora tem a supervisão da ONG Missão Sal da Terra e conta com a gestão da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação. O objetivo do projeto é fornecer uma família temporária a crianças que estão passando pelo processo de adoção. 


Todas as famílias acolhedoras passam por capacitação e, durante o período em que estão com as crianças, o trabalho é acompanhado por equipes de psicólogos e assistentes sociais. As únicas restrições dos interessados para a Família Acolhedora é não ser cadastrado em programas de adoção da cidade e ter acima de 21 anos. 

Antes de passar pelo curso de capacitação, a pessoa interessada precisa apresentar atestado de saúde física e mental e documento que comprove a ausência de antecedentes criminais. O tempo máximo para uma criança ficar em uma família acolhedora é de um ano e meio. 


Os interessados em fazer parte do projeto Família Acolhedora podem entrar em contato com a Missão Sal da Terra por meio dos telefones (34) 3226-9317 e 99925-7904.


VEJA TAMBÉM:

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »