13/08/2020 às 10h29min - Atualizada em 13/08/2020 às 10h29min

UFU deve ter corte de R$ 21 milhões no orçamento de 2021

Ministério da Educação anunciou redução linear de 18,2% nos limites orçamentários das universidades federais

DA REDAÇÃO
O Ministério da Educação (MEC) deve cortar R$ 21 milhões do repasse orçamentário à Universidade Federal de Uberlândia (UFU) para o próximo ano. A informação foi confirmada pelo pró-reitor de Administração e Planejamento, Darizon Alves de Andrade, que teme um grande déficit de recursos destinados às atividades da universidade.

A medida consta na Proposta da Lei Orçamentária Anual que está sendo elaborada pelo Executivo. Para 2021, a ideia é realizar uma redução linear de 18,2% nos limites orçamentários das universidades federais do país. A soma dessas reduções é de aproximadamente R$ 1 bilhão.

Durante uma coletiva de imprensa, realizada nesta quarta-feira (12), o presidente da Associação Nacional do Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Edward Madureira Brasil, disse que a proposta é insustentável já que afeta diretamente as finalidades de ensino, pesquisa e programas de extensão das universidades. “É um valor absolutamente impossível de ser absorvido", ressaltou. 

Além do retorno do orçamento “normal”, a Andifes aponta a necessidade de recursos adicionais. Segundo Edward, o corte também alcançará os já insuficientes recursos para assistência estudantil aos alunos de baixa renda, grupo certamente ampliado pelos efeitos econômicos da pandemia da Covid-19.

Ainda na coletiva, o presidente da Andifes chamou a atenção para outro problema enfrentado pelas universidades: a incerteza com relação a concursos públicos. A estimativa é de que aproximadamente 4,5 mil cargos de docentes estejam indefinidos, sejam concursos já realizados ou em abertos. 

O projeto deve ser enviado ao Congresso Nacional para aprovação até 31 de agosto. Portanto, até o fim do mês, a Andifes busca o diálogo e espera discutir a proposta no âmbito do Executivo e reverter essa possibilidade de corte. 


VEJA TAMBÉM:
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »