11/06/2020 às 11h35min - Atualizada em 11/06/2020 às 11h35min

Motéis de Uberlândia apostam em Dia dos Namorados para superar crise

Setor enfrenta prejuízos em razão da pandemia da Covid-19; restaurantes devem atender às demandas para a data somente com entregas

SÍLVIO AZEVEDO
Palácio Motel registrou queda de faturamento com a pandemia, mas prevê melhora | Foto: Divulgação
Com a crise econômica gerada pelo novo coronavírus, o setor hoteleiro enfrenta prejuízos após queda na arrecadação e, por isso, alguns hotéis em Uberlândia têm transformado os quartos em escritórios. Já os motéis se preparam para o Dia dos Namorados, comemorado na próxima sexta-feira (12), com a expectativa de minimizar a queda na receita desde o início da pandemia. 

Segundo o Sindicato Intermunicipal de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas Gerais (Sindtur), a perda de faturamento do segmento foi em torno de 20%, em alguns estabelecimentos chegando a 25%.  O que pode ajudar os motéis no pagamento das contas será a data sazonal, que é vista como um “Natal para o comércio” no caso do setor. 

De acordo com o presidente do Sindtur, Carlos Alberto dos Santos Ferreira, a receita com a data será muito importante para honrar com as receitas dos estabelecimentos, inclusive com os salários dos funcionários.

“Com a pandemia, todo o sistema de hospedagem e motéis teve queda muito brusca, mas a expectativa para o Dia dos Namorados, esperamos que seja a melhor possível. Não vai salvar o mês todo, pois as contas fixas são de 30 dias, mas é ajuda substancial para o pagamento dos compromissos, principalmente os funcionários”.

Atualmente, existem 23 motéis na cidade que, segundo o sindicato, foram orientados desde o início da pandemia a seguir normas rígidas de higienização, maior cautela e preparo para receber os clientes, disponibilização de álcool em gel nas suítes, orientação sobre o uso de máscaras etc. 

Carlos Alberto faz uma sugestão para que, neste momento de isolamento social e com o poder público pedindo para que não haja aglomeração, sejam determinados períodos semanais para datas comemorativas por parte das autoridades. 

 
“A sugestão é que tenha a semana dos namorados, a semana das mães, semana dos pais. A gente evita a superlotação. Com isso, dilui as aglomerações de um dia para uma semana inteira. Seria uma matéria urgente a ser colocada para apreciação e votação”, opinou. 

Assim como outros motéis, o Palácio Motel registrou queda de faturamento com a pandemia, mas prevê melhora. Segundo a gerente Rosana Mendes, ao contrário do início da crise, quando as pessoas tinham mais receio de sair de casa, os clientes têm voltado a frequentar o estabelecimento.

“Com o tempo, perceberam que o motel é um local seguro pois as pessoas podem sair de casa e desfrutar de momentos de lazer com o contato mínimo com outras pessoas e dentro de rigorosos processos de segurança e higiene”, comentou. 

Sobre o Dia dos Namorados, Rosana tem expectativa de que os casais busquem um momento íntimo no estabelecimento, prezando pelo conforto e segurança. 

 
“Oferecemos suítes amplas, bem arejadas, com área externa, de forma que o casal possa comemorar a data do Dia dos Namorados sem contato com outras pessoas. Oferecemos ainda cardápio variado e carta de vinhos para mais conforto dos casais”.

RESTAURANTES
Proprietário do Libertas Vendas e Bar Antônio, Júlio Andraus acredita que existe demanda crescente para jantar em casa no Dia dos Namorados

Outro setor que poderá ser impactado é o de restaurantes que, além da restrição de atendimento presencial de segunda a sexta até as 18h, contará com o feriado antecipado na data.

A queda na receita por causa da pandemia, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Triângulo Mineiro (Abrasel), foi de 50% a 60%. O presidente da entidade, Fábio Bertolucci, informou que o setor respeitará a portaria municipal que determina fechamento dos estabelecimentos e o não funcionamento nos finais de semana, mas manterá os serviços de delivery, drive-thru e vendas de balcão.

“Na noite dos namorados, os restaurantes vão mandar o cardápio escolhido para a casa do casal, eles buscarão no estabelecimento, seja drive-thru ou balcão”.

Ainda segundo Bertolucci, não é possível fazer uma previsão para o Dia dos Namorados, já que as coisas têm mudado de uma hora pra outra. “Semana passada começamos planejando o Dia dos Namorados, todos os associados se organizando, e fechamos a semana não podendo abrir finais de semana, feriados e nem no Dia dos Namorados. Então vivemos uma semana de cada vez. Não tem como planejar nem a médio nem longo prazo”.

Segundo o sócio proprietário do Libertas Vendas e Bar Antônio Júlio Andraus, existe uma demanda crescente para jantar em casa no Dia dos Namorados pois os restaurantes, de uma forma em geral, geram filas enormes, com dificuldade imensa de reservar mesa, o que acabava inflacionando o preço das reservas, por exemplo.

“Temos percebido essa tendência muito grande de casais passarem a noite dos namorados em casa e, com isso, esse ano somado ao fato da pandemia, e a impossibilidade do atendimento presencial nos bares e restaurantes, a gente optou pelo delivery. Vai ser um combo, que será vendido antecipadamente com entrada, prato principal e sobremesa, além de quatro cervejas especiais da Eisenbahn para os casais degustarem”.

Para atender a demanda do Dia dos Namorados, o Libertas vai funcionar somente com as entregas dos kits comprados antecipadamente. “Isso para não correr risco de atrasar entrega, risco de encavalar pedidos. Então, nesse dia dos Namorados o delivery do Libertas não funcionará”.

O Libertas Vendas e Bar já havia se programado para o Dia dos Namorados deste ano desde o início da pandemia, quando fechou o atendimento presencial e passou a trabalhar só com delivery, até mesmo antes do decreto municipal que limitou a atuação do comércio em Uberlândia. 

A Abrasel entrou em contato com o Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 na última sexta-feira pedindo revisão do decreto, mas não foram atendidos. A expectativa é de que a alteração seja publicada após reunião desta terça-feira (9), que também não aconteceu. Em contrapartida, o prefeito Odelmo Leão determinou a antecipação do feriado de Nossa Senhora da Abadia, de 12 de agosto para sexta-feira, Dia dos Namorados.


VEJA TAMBÉM:

 







 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »