23/03/2020 às 08h26min - Atualizada em 23/03/2020 às 08h26min

MP recomenda mudanças nos atendimentos em supermercados e farmácias de Uberlândia

Estabelecimentos não poderão receber mais de 100 pessoas de uma vez e deverão atender idosos em horários de atendimento especiais

IGOR MARTINS

O Ministério Público Estadual (MPE) recomendou mudanças no atendimento e funcionamento de minimercados, supermercados, hipermercados, farmácias e drogarias da cidade. As orientações que constam no documento assinado pelo promotor de Justiça Fernando Martins, neste domingo (22), têm como objetivo evitar a proliferação do novo coronavírus no município. Na última segunda (16), o órgão já havia recomendado a suspensão das aulas nas redes municipal e privada em Uberlândia.

Conforme consta o documento expedido pelo MP, a orientação aos estabelecimentos é a de que todos os atendimentos sejam realizados por funcionários devidamente vestidos e trajados com máscaras e luvas, sem prejuízo de esterilização com álcool em gel ao final da respectiva transação com cada consumidor.

Além disso, Fernando Martins recomendou que haja uma distância mínima de dois metros entre cada consumidor nas filas de qualquer atendimento. Para os clientes idosos ou com algum tipo de deficiência, a sugestão é de que os atendimentos ocorram em horários especiais, sendo fracionados em dois turnos alternados, sendo que o suporte, auxílio e acolhimento seja feito também por um funcionário idoso, caso o estabelecimento tenha.

O documento diz ainda que nenhum comércio poderá receber um número superior a 100 consumidores ao mesmo tempo. Sendo assim, os empreendimentos devem priorizar a venda de produtos através do sistema de entrega por aplicativos. 

Por fim, a movimentação de preços em produtos essenciais deverá ser comprovada por cada estabelecimento mediante a indicação do valor de compra perante o fabricante ou distribuidor.

COMÉRCIOS FECHADOS
Na última sexta-feira (20), o prefeito Odelmo Leão decretou situação de emergência em Uberlândia e anunciou um novo pacote de medidas que aumentam as restrições para isolamento e prevenção ao novo coronavírus. Entre as principais determinações está o fechamento do comércio local para atendimento presencial, pelo prazo de 30 dias, começando nesta segunda (23). Com isso, os estabelecimentos comerciais deverão manter fechados os acessos ao público com exceção de farmácias, supermercados, lojas de conveniência, panificadoras, postos de combustíveis, distribuidora de gás e outros serviços essenciais.

Os estabelecimentos que descumprirem o decreto e as recomendações dos órgãos públicos poderão sofrer sanções penais e administrativas. A população pode relatar casos de descumprimento do decreto, a partir de hoje, via Patrulha Ambiental e no Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) nos telefones abaixo.

Patrulha Ambiental: + 55 (34) 3235-3117
PM (Copom): + 55 (34) 3230-5466














 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »