04/06/2019 às 07h45min - Atualizada em 04/06/2019 às 07h45min

São Paulo está outra vez em série internacional

Diretor não deu muitos detalhes sobre as gravações que aconteceram neste ano

FOLHAPRESS
Nova leva de episódios de “Black Mirror” estará disponível a partir desta quarta-feira (5) | Foto: Divulgação
Depois de ter sido cenário de um episódio da segunda temporada da série "Sense8", da Netflix, a cidade de São Paulo voltará a aparecer em outro sucesso de audiência do mesmo serviço de streaming americano.

A capital paulista será o pano de fundo de uma das três histórias da quinta safra de episódios de "Black Mirror", com estreia marcada amanhãpara 5 de junho. Quem quiser ver a paisagem da metrópole virar cenário da produção, conhecida por seus diversos retratos distópicos do século 21 e pelo uso de tecnologia, deve ficar atendo ao último episódio.

Mas não espere uma cidade futurista com carros voando ou nada parecido. Dirigido por Owen Harris, "Striking Vipers", como é chamado o capítulo, fala sobre o reencontro de dois amigos de faculdade e parece ser uma das tramas menos calcadas em questões tecnológicas.

No elenco estão os atores Anthony Mackie, Yahya Abdul-Mateen II, Nicole Beharie, Ludi Lin e Pom Klementieff.

O trailer praticamente não permite ver a cidade, mas é possível extrair de uma rápida passagem pelas imagens do personagem central e sua família ao menos um cenário -eles habitam uma casa de subúrbio rico, em um ponto aparentemente mais elevado, e no horizonte surge o skyline.

As equipes de filmagem da série -que tem histórias autônomas que podem ser vistas em qualquer ordem- esteve na capital paulista em março e abril do ano passado. Eles gravaram numa série de locações. Estão na lista dos lugares que receberam as filmagens o viaduto Santa Ifigênia, as avenidas das Nações Unidas e Chucri Zaidan, o heliponto do edifício Copan, o edifício Louvre -ambos marcos arquitetônicos do centro-, um hotel e o restaurante D.O.M. Os porta-vozes da casa do chef Alex Atala, porém, não confirmaram que o lugar foi mesmo usado como um dos cenários.

Há cláusulas nos contratos firmados com a Netflix que determinam sigilo sobre todo o conteúdo do seriado. Outro cenário -importante dizer que São Paulo não será necessariamente mencionada e nem são garantidos enquadramentos com paisagens reconhecíveis- é um apartamento no edifício Três Marias, na avenida Paulista.

MISTÉRIO

A Netflix ainda faz mistério sobre essa escolha. No último Rio2C, série de debates sobre o audiovisual realizado no fim do abril, o criador de "Black Mirror", Charlie Brooker, se esquivou de perguntas sobre as gravações na cidade. No entendimento dele, seria spoiler revelar qualquer informação a respeito. Para além das especulações sobre como São Paulo deve aparecer em um desses novos capítulos, há uma outra questão –estaria a cidade se abrindo cada vez mais a novas produções internacionais?

O que deve marcar os novos episódios é uma atmosfera mais otimista em relação ao futuro, segundo Brooker.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »