07/12/2018 às 10h07min - Atualizada em 07/12/2018 às 10h07min

Nissan Frontier hermana

Linha 2019 da picape ganha mais versões e a tradicional versão intermediária Attack

FOLHAPRESS
A linha 2019 da Nissan Frontier começou a ser fabricada na Argentina e, com isso, recebeu mais opções de versões e equipamentos. Por enquanto são três versões, todas com motor a diesel e tração nas quatro rodas. A mais tradicional é a intermediária Attack, uma série com visual mais esportivo que esteve em todas as gerações da picape vendidas no Brasil. A atual não é diferente.

Conta com adesivos espalhados pela carroceria, faróis dianteiros com máscara negra, rodas escurecidas, pneus de uso misto e acessórios pintados de preto. Custa R$ 153.590 e tem ar-condicionado manual, câmbio automático de sete marchas, central multimídia com Android Auto, Apple CarPlay e câmera de ré. Ficam de fora itens que só estarão disponíveis em outras versões da picape, como teto solar - equipamento raro em picapes -, piloto automático e chave presencial. Mas a receita mecânica é a mesma de todas as versões. O motor 2.3 de quatro cilindros e dois turbo compressores gera 190 cv e 45,9 kgfm de torque (força). Mas falta fôlego em arrancadas e retomadas. Com os giros mais altos, aí sim, a picape anda bem e pega embalo.

Como qualquer picape, os passageiros reclamam de pulos da suspensão, mas a escolha por molas helicoidais (as mesmas de carros de passeio) que dão mais conforto sem prejudicar a condução. Foi embora a sensação de que a caminhonete "flutua" em altas velocidades. Apesar de parecer com o interior do Sentra, o acabamento da Frontier opta por materiais mais simples que isolam menos o ruído.

OPINIÕES DIVIDIDAS

Camaro ganha novo visual e câmbio de dez marchas


O novo visual do Camaro foi apresentado ao público brasileiro no Salão do Automóvel de São Paulo, mas a Chevrolet revelou mais detalhes nesta semana. Os preços só vamos ficar sabendo em fevereiro, que é quando o esportivo vai chegar às lojas, mas não deve ser muito diferente dos atuais R$ 315 mil para o cupê e R$ 350 para a versão conversível. O rival Ford Mustang sofreu um aumento de R$ 15.910 e agora parte de R$ 315.900 na versão cupê, além de ter ganhado uma nova cor azul e um sistema de som mais potente.

De volta ao Camaro, as mudanças visuais dividiram opinião durante a feira paulista. A frente, que recebeu as mudanças mais profundas, agora tem uma grande área preta contornando os faróis e a grade. Na traseira, as lanternas são inspiradas na primeira geração do esportivo da Chevrolet. Por dentro, ganhou uma nova central multimídia, sistema de som da marca Bose, câmera de ré integrada ao retrovisor interno e alerta de colisão frontal. A mecânica também tem novidade. O motor segue o mesmo V8 6.2 a gasolina com 461 cv de potência, mas acoplado à nova transmissão automática de 10 marchas. A nova transmissão foi desenvolvida em parceria com a Ford e estreou ano passado no Mustang. As duas marcas relativizam a parceria, cada uma exaltando as suas próprias modificações.
 
LUXO
Modelos da Land Rover ganham motor flex


A Land Rover do Brasil apresentou a configuração com motor flex de seus SUVs mais vendidos no país. Land Rover Discovery Sport e Range Rover Evoque passam a usar o motor 2.0 apto a usar tanto gasolina, quanto álcool. Desenvolvido pelos engenheiros da fábrica de Itatiaia (RJ), esse novo motor gera 240 cavalos e 34,6 kgfm de torque máximos.

Para o Discovery, o 0-100 km/h de fábrica leva 7,6 segundos, com velocidade máxima de 200 km/h. Já o Evoque, faz 0-100 km/h em 7,3 s e 217 km/h. Os dois têm preços promocionais até o final de 2019. O Evoque parte de R$ 212.900 e o Discovery de R$ 214.900. Todas as versões a gasolina desses modelos saem de linha e a geração do Evoque ainda é a atual. A nova, apresentada na semana passada, chega em 2020.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »