22/02/2018 às 05h55min - Atualizada em 22/02/2018 às 05h55min

Show traz riqueza da música brasileira

Idealizado pelo uberlandense Erick Castanho, a apresentação conta com três 'cantautores' convidados

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Erick Castanho é idealizador do show “Rosa dos Ventos”, que será apresentado amanhã / Foto: Adele Aud/Divulgação

Teatro Municipal de Uberlândia recebe amanhã uma atração inédita. O show “Rosa dos Ventos”, idealizado pelo músico e pesquisador uberlandense Erick Castanho que contará com a presença dos cantores e compositores Lucas Oliveira (PE), Sol Bueno (MG) e Valdir Verona (RS). O ingresso pode ser trocado por 1kg de alimento não perecível e a promessa é de um show rico e inesquecível desses quatro cantautores que trazem o melhor de suas regiões, de suas raízes, para essa apresentação.

Com quase dez anos de carreira Erick afirma que o interesse pela pesquisa da música regional, pela música raiz e étnica surgiu a partir de 2011. “Vem com um amadurecimento profissional”, disse ele em entrevista por telefone ao Diário de Uberlândia.

A ideia do Rosa dos Ventos surgiu há uns dois anos, quando Erick lançou seu CD “Elemental” que traz uma rosa dos ventos na capa. “Eu sabia o que queria fazer mas não sabia quem chamar. Em janeiro de 2016 amadureci essa ideia como Verona, que encontrei durante uma de minhas viagens. Apesar de ter sido bem planejado o show também é algo espontâneo”, contou o artista.

Apesar de toda a riqueza envolvida nas canções que o público ouvirá na noite de sexta-feira Erick reconhece que não há uma divulgação ampla dessas riquezas, mas isso não os desanima. Hoje, por exemplo, eles realizam a oficina “Viola Caipira” para 20 inscritos na Escola Cidade da Música, em Uberlândia. “Eu digo que não é possível amar o que você não conhece. Quando se trabalha na base é mais fácil levar esse tipo de música para as crianças que estão mais abertas a novas descobertas, a partir daí, formamos público”, disse Erick.

Para ele, a música que fazem não tem mesmo escala industrial, apesar de existir o desejo de expandi-la sempre mais. “Fazemos música artesanal. Meu CD, por exemplo, tem encarte feito a mão, gravações realizadas em casa ou no estúdio de amigos e já vi ele em muitas estantes como algo decorativo até. Hoje em dia ninguém vende mais CD, virou mais um artefato para colecionador”, afirmou.

A partir daí, com trabalhos nessa linha, quem adquire sabe que leva pra casa um verdadeiro pedaço do artista. “Não produzimos música de massa mas uma música que favorece o encontro, a troca, o diálogo e o alcance maior dela é um processo. Fazemos a nossa parte”, comentou Erick.

Sobre o show de amanhã ele promete um encontro de culturas de Norte a Sul e Leste e Oeste do Brasil. “Os artistas que se apresentarão vão trazer um pouco de suas regiões, o que tornará a noite ainda mais agradável em uma oportunidade única para quem se predispor a conhecer algo novo”, afirmou.

CONVIDADOS
 
Lucas Oliveira, de Recife (PE), vem a Uberlândia pela primeira vez e fez alguns trabalhos com Erick Castanho em Recife. “Ele me falou da sua proposta para Uberlândia. Fiquei na expectativa e agora esse momento chegou. Será um grande reencontro com Erick e um desafio bom dividir o palco com Sol Bueno e Valdir Verona, a quem não conheço pessoalmente”, disse Lucas.

Apesar da forte ligação com a tradição nordestina, como a música harmorial e a poesia de cordel, Lucas é também pesquisador de outras manifestações, como a folia de Minas, a milonga do Rio Grande do Sul, a música caipira do interior de São Paulo.

Valdir Verona é de Caxias do Sul (RS), tem 30 anos de carreira e um importante trabalho de resgate da viola de 10 cordas na música do Sul. “Estou muito feliz com esse encontro de músicos que, apesar das diferenças, têm muitos pontos de convergência”, afirmou.

Junto à Erick, Lucas e Valdir, estará uma cantautora que vem representando as mulheres e o povo de Minas e do Brasil com uma música que fala das vivências do Cerrado e da Bacia do São Francisco. Sol Bueno, de Pitangui (MG), será a voz feminina do show. “Quando recebi o convite e pensei nas pontes e na paisagem sonora possível de se construir nesse palco, para um mesmo público, achei maravilhoso. O conceito de reunir pessoas de regiões diferentes traz uma perspectiva de trocas e intercâmbio de sonoridades muito rica.

O Projeto Cultural Rosa dos Ventos - Brasil Multicultural é incentivado pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PMIC).

SERVIÇO

O QUE: Show Rosa dos Ventos
QUEM: Erick Castanho, Lucas Oliveira, Sol Bueno e Valdir Verona
QUANDO: Amanhã (23), às 20h
LOCAL: Teatro Municipal de Uberlândia (Av. Rondon Pacheco, 7.070, Tibery)
ENTRADA: 1 Kg de alimento não perecível para doação ao Núcleo Maria de Nazaré
ONDE RETIRAR: Colégio Objetivo (R. da Ciência, 82, Morada da Colina); Samsara Espaço Esotérico (Av. Cesário Alvim, 619, Centro) e Ganesha Restaurante Vegetariano (R. Euler Lanes Bernardes, 428, Santa Mônica). Na sexta-feira, a partir das 12h, a troca pode ser feita na bilheteria do Municipal
INFORMAÇÕES: 3235-1568
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »