08/12/2019 às 09h00min - Atualizada em 08/12/2019 às 09h00min

Alternativas ao Microsoft Office

PAULO SANT'ANNA
Eu imagino que todos os leitores desta coluna utilizam ou já utilizaram os aplicativos da suíte de escritório Microsoft Office. Aplicativos como Word para edição de textos, Excel para planilhas e Power Point para apresentações são praticamente um padrão de mercado, não somente no Brasil como em todo o mundo.

Eu me arrisco a dizer que em cada 10 computadores, 9 possuem a suíte Office instalada. As empresas e pessoas físicas têm sua base de arquivos gerada através dos aplicativos da famosa suíte de escritórios da Microsoft.

O produto evoluiu, sendo possível atualmente em sua versão 365, a acesso via navegador de internet, sem a necessidade de ter o aplicativo instalado na máquina, o que possibilitou inclusive usuários de Linux poderem utilizar o Office via web. Lembrando que para plataforma Apple, já existe Office para Mac OS há muitos anos. Porém uma coisa não mudou. A questão do custo. Sim, existe a necessidade de se pagar para utilizar o Microsoft Office. Como profissional da área de TI, sei que muitos usuários sequer se atentam a isso pois têm versões, digamos, alternativas instaladas em seus computadorese notebooks, mas sim é necessário investimento para estar legalizado perante os órgãos de fiscalização.

Antigamente, o Microsoft Office era baseado em licenças, onde a pessoa física ou empresa comprava uma “caixa” do Office que vinha uma licença de uso perpétua. Atualmente, com o advento do Office 365, a Microsoft adotou o modelo de assinatura, onde deve ser pago um valor mensal para utilização da suíte.

Mas vocês já pararam para se perguntar se existem alternativas ao Office? Sim, fomos “ensinados” a usar o Office e que em todo computador tem Word, Excel, Power Point e assim por diante e sem dúvida alguma se trata de uma solução fantástica desenvolvida pela Microsoft, isso realmente não se discute. Mas em se tratando do mercado corporativo, o custo de licenciamento ou assinatura do Office pode ser elevado, levando os empresários e profissionais de TI a buscarem alternativas que não sejam a pirataria, que pode trazer ameaças virtuais e malwares além de problemas com as fiscalizações que ocorrem cada vez com uma frequência maior.
Então vou indicar duas opções, uma offline e outra off-line, e não necessariamente na ordem de preferência, mas que vão proporcionar uma boa experiência ao usuário final e ser uma alternativa realmente viável no ambiente corporativo, fazendo que você não sinta tanta falta do Pacote Office. Obviamente toda e qualquer migração deve ser planejada, testada e validada. Existem questões com relação a compatibilidade de documentos entre suítes que devem ser tratadas especificamente caso a caso. O objetivo aqui é apresentar duas excelentes opções.
 
Libre Office
Desenvolvido pela The Document Foundation, o Libre Office é uma suíte de aplicativos totalmente livre e gratuita, atualmente na versão 6.3.3 e disponível para instalação offline para os sistemas Windows, Linux e Mac OS. Possui o editor de texto (Writer), a planilha eletrônica (Calc), o editor de apresentação (Impress) dentre outros. Chama a atenção pela interface limpa e pelas ferramentas avançadas.
 
Google Docs
Criado pela gigante Google, é uma suíte de aplicativos de escritório baseada no modelo de SaaS (Software como Serviço), sendo acessível por qualquer computador que tenha acesso um navegador e acesso a internet, sendo totalmente gratuita e online. O Docs é composto por três principais aplicativos, o Documentos, para gerar arquivos de texto, o Planilhas e o Apresentações e fornece uma experiência fantástica de uso pois possibilita ao usuário criar, editar e armazenar os documentos, sem dúvida alguma muito prático e proporcionando mobilidade, pois podemos acessar os arquivos de qualquer lugar que tenha acesso a internet, seja pelo computador/notebook ou pelo smartphone ou tablet.
 
 Até o próximo domingo!


*Esta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.




 
Relacionadas »
Comentários »