07/05/2021 às 13h23min - Atualizada em 07/05/2021 às 13h23min

Uberlândia tem quatro casos suspeitos de reinfecção por Covid em investigação

Cidade também teve outros seis casos considerados inconclusivos pelo estado, pois “não preencheram os critérios para sequenciamento genômico”

FERNANDO NATÁLIO
Município teve 10 notificações de possíveis casos de reinfecção associada ao coronavírus I Foto: Rubya Cely/Funed
Uberlândia tem, atualmente, quatro casos suspeitos de reinfecção por covid-19 em investigação pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e outros seis casos considerados inconclusivos pela pasta, pois “não preencheram os critérios para sequenciamento genômico”. O levantamento foi atualizado na última segunda-feira (3).

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas, são considerados como casos suspeitos de reinfecção aqueles que apresentam dois resultados positivos de exames RT-PCR em tempo real para o vírus SARS-CoV-2, com intervalo igual ou superior a 60 dias entre os dois episódios de infecção respiratória, independente da condição clínica observada nos dois episódios, desde que possuam amostras respiratórias (pelo menos, uma amostra de cada episódio de infecção) disponíveis e viáveis para investigação.

Ainda de acordo com informações da pasta, a Superintendência Regional de Saúde de Uberlândia teve, além das 10 notificações de possíveis casos de reinfecção associada à covid-19, mais três casos suspeitos na região que foram investigados, totalizando 13 registros. Todos eles foram apontados como inconclusivos. Estas ocorrências foram verificadas nas cidades de Indianópolis, Monte Alegre de Minas e Patrocínio - um caso em cada um desses municípios.

Ainda na região do Triângulo Mineiro, mas na Regional de Uberaba, foram registradas mais 23 notificações de possíveis casos de reinfecções por coronavírus. Deste total, a maioria foi na cidade de Uberaba: três casos ainda em investigação e outros 10 inconclusivos. Foram oficializados um caso inconclusivo em outros cinco municípios : Araxá, Carneirinho, Frutal, Ibiá e Iturama. E a Secretaria investiga ainda mais dois casos suspeitos em Araxá, dois em Sacramento e um em Fronteira. 

Também conforme os dados informados pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, no estado, já foram notificados 319 casos suspeitos de reinfecção associada ao coronavírus. Deste total, 142 casos estão em investigação e 174 foram considerados inconclusivos. Outros dois casos foram descartados - nas cidades de Belo Horizonte e Itabirito -, segundo o boletim epidemiológico divulgado pelo Governo de Minas, e, até o momento, apenas um caso de reinfecção por Covid-19 foi confirmado oficialmente no estado. Esta ocorrência foi registrada no município de Sabará (MG).

No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, até abril de 2021, oito brasileiros tiveram confirmado um segundo diagnóstico de Covid-19. O primeiro caso de uma segunda infecção pela Covid-19 no Brasil foi confirmado laboratorialmente em dezembro de 2020, pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). Foi uma profissional de saúde, de Natal, no Rio Grande do Norte.
 
ESTUDO
Em abril deste ano, um megaestudo publicado no Reino Unido pela revista científica The Lancet, com mais de 25 mil pessoas participantes, constatou que 7,6 pessoas já contaminadas voltaram a testar positivo para Covid-19 em um grupo de 100 mil pessoas, ante 57,3 contágios a cada 100 mil no grupo que não tinha anticorpos entre junho de 2020 e janeiro de 2021.

O intervalo médio entre o primeiro e o segundo contágio foi de mais de 200 dias, sugerindo que a suposta “imunidade” poderia ser de cerca de sete meses. A descoberta levou os pesquisadores a concluir que as pessoas que já testaram positivo para o coronavírus têm risco 84% menor de voltar a se contaminar.



VEJA TAMBÉM:
Uberlândia registra sete mortes e 149 novos casos da doença nas últimas 24h 

Justiça decide, mais uma vez, suspender toque de recolher em Uberlândia
 
 

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »