10/08/2020 às 11h22min - Atualizada em 10/08/2020 às 11h48min

Homem suspeito de matar a esposa morre em acidente durante fuga em Uberlândia

Crime foi registrado neste domingo (9) no assentamento Tangará; homem teria confessado ao cunhado que havia assassinado a companheira

DA REDAÇÃO

Um homem de 40 anos, suspeito de assassinar a esposa, morreu após sofrer um grave acidente de trânsito durante a tentativa de fuga em Uberlândia. O crime ocorreu na tarde deste domingo (9) no Assentamento Tangará.

Segundo as informações da Polícia Militar (PM), testemunhas denunciaram um homicídio que havia acontecido em uma residência da região. No local, os militares encontraram o irmão da vítima que relatou que o autor foi até sua casa com sintomas de embriaguez e disse, inicialmente, que a esposa teria se matado. Após ser questionado novamente pelo cunhado, ele teria confessado que assassinou a mulher, sem informar a motivação. A vítima tinha 40 anos. 

Diante das informações, o homem se deslocou até a residência da irmã e a encontrou desacordada. O Corpo de Bombeiros foi acionado e confirmou o óbito da mulher. 
O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e até a manhã desta segunda-feira (10) passava pela necropsia.

Em seguida, o irmão da vítima voltou para casa e viu o cunhado fugindo em uma motocicleta sem capacete e começou a segui-lo. Em determinado momento do trajeto, a testemunha relata que o autor perdeu o controle da direção e caiu da motocicleta, vindo a bater com a cabeça no chão. 

O homem negou aos militares que teria provocado o acidente e chegou a prestar socorro ao cunhado, acionando os bombeiros. O motociclista foi socorrido inconsciente e com ferimentos no rosto até o HC-UFU, mas não resistiu aos ferimentos. O corpo também foi levado ao IML.

A perícia compareceu ao local do crime, mas os peritos não souberam afirmar qual foi causa da morte da mulher já que ela não apresentava ferimentos visíveis de violência.
Também não encontrou, a princípio, indícios de que o acidente de trânsito teria sido provocado intencionalmente. O caso será investigado pela Polícia Civil.


VEJA TAMBÉM:

 





















 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »