14/07/2020 às 15h13min - Atualizada em 14/07/2020 às 15h13min

Polícia Civil cumpre mandados de prisão e busca e apreensão em Uberlândia

Operação "Stellio" investiga organização criminosa que atua no Triângulo Mineiro e na região metropolitana de Belo Horizonte

DA REDAÇÃO
Envolvido no esquema foi encontrado em flat na cidade no fim de junho | Foto: Polícia Civil/Divulgação

Quatro mandados de prisão e oito de busca e apreensão foram cumpridos na manhã desta terça-feira (14) nas cidades de Uberlândia, Belo Horizonte, Vespasiano, Ibirité e Ribeirão das Neves. A ação aconteceu após a deflagração da segunda fase da Operação “Stellio” pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), que investiga uma organização criminosa especializada em estelionatos no Triângulo Mineiro e na região metropolitana de BH.

Os trabalhos investigativos começaram no fim de junho com uma prisão em flagrante de um dos envolvidos no esquema criminoso em Uberlândia. Uma vítima acionou os policiais após sofrer um golpe. O autor foi encontrado dentro de um flat na região central da cidade, em uma vida luxuosa, proveniente de suas atividades de estelionato.

Após dar continuidade às diligências, os policiais apreenderam diversos bens adquiridos em fraudes, como instrumentos para falsificar documentos, cartões de crédito e um automóvel avaliado em aproximadamente R$ 170 mil.

Com o andamento das investigações, a Polícia Civil percebeu elementos suficientes para a identificação da organização criminosa voltada para a prática de estelionatos. Na primeira fase da operação, desencadeada no dia 30 de junho, foram qualificados dois autores que atuavam em Uberlândia. Eles foram presos e tiveram seus bens apreendidos, além de terem suas contas bancárias bloqueadas.

Após os interrogatórios, os criminosos confessaram a prática do crime e indicaram outros membros que integravam a organização. Segundo a polícia, eles aproveitaram as dificuldades decorrentes da pandemia para praticar o crime.

Até o momento, foram bloqueados judicialmente R$ 500 mil em contas dos investigados e vários computadores, smartphones e videogames foram apreendidos pelas autoridades. Todos os carros dos autores também foram apreendidos e seis pessoas foram presas. Um integrante da organização não foi localizado durante a operação de hoje. Outros 11 integrantes foram identificados e indiciados, suspeitos de integrarem o esquema criminoso.

VEJA TAMBÉM:


• Médico de Uberlândia faz alerta sobre possibilidade de reinfecção do coronavírus
Horta em casa é alternativa para driblar tédio da quarentena e melhorar a saúde














































 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »