01/07/2020 às 09h32min - Atualizada em 01/07/2020 às 09h32min

Idosa de 80 anos vence o coronavírus após 45 dias internada em Uberlândia

Francisca Anunciada da Conceição Oliveira recebeu alta da rede pública de saúde na tarde desta terça-feira (30)

DHIEGO BORGES
Dona Francisca foi recebida com festa em casa | Foto: Arquivo pessoal

Foram 45 dias lutando pela vida. Mas, a aposentada de 80 anos, dona Francisca Anunciada da Conceição Oliveira, provou que é possível vencer o coronavírus. A batalha contra a doença, que começou em 15 de maio, terminou nesta terça-feira (30) após receber alta do Hospital Municipal em Uberlândia.

Recebida com festa em casa, a simpática dona Francisca comemora o renascimento. “É difícil até falar, de tanta emoção. Foi uma vitória muito grande e tenho que agradecer muito a Deus e minha família, que é muito grande e muito unida”.

A aposentada teve que ser entubada no Hospital Santa Catarina no dia 15 de maio, após sentir os primeiros sintomas. Ao todo, foram 35 dias internada em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e, desses, pelo menos 20 respirando com ajuda de aparelhos. A idade avançada e o histórico de problemas cardíacos e pressão alta também agravaram o quadro de dona Francisca, que mesmo assim não se rendeu.

A melhora, segundo a família, veio somente após os primeiros 20 dias de internação, quando ela foi transferida para outra UTI no Hospital Municipal, em 5 de junho. Nos últimos 10 dias, dona Francisca voltou a respirar melhor na enfermaria, antes de receber a notícia de que estava totalmente curada da Covid-19.

Para a família, foram momentos de muita angústia. Uma das filhas, Valéria Cristina de Oliveira, de 45 anos, contou à reportagem o sufoco vivido pela mãe e os familiares.

 

“Ela ficou mais de vinte dias entubada na UTI. Nos quinze primeiros, o estado dela era muito grave e achamos que iríamos perdê-la. A gente nunca imaginou que ela fosse conseguir, mas ela lutou muito e graças a Deus saiu vitoriosa”, comemorou a filha.


Sem a possibilidade de receber visitas dos familiares nos primeiros 20 dias, dona Francisca conta que se apegou à fé e à família. “Nos primeiros dias, eu não sabia se estava viva ou morta. Quando minha memória voltou, eu disse para mim mesma: eu vou sair dessa, em nome de Jesus” destacou. 

Dona Francisca, que é moradora do bairro Luizote de Freitas, disse que foi recebida com muita emoção em casa por alguns dos familiares. Não todos, porque, segundo ela, não cabe todo mundo no espaço.

A aposentada, que é mãe de sete filhos, tem 26 netos, 30 bisnetos e 5 tataranetos, falou sobre a importância do apoio que recebeu e destacou uma etapa. “É uma nova vida, uma nova convivência e novos hábitos. Vou seguir o caminho feliz até quando Deus quiser”, afirmou.

VEJA TAMBÉM:

 






















 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »