17/06/2020 às 16h34min - Atualizada em 17/06/2020 às 19h21min

Prefeito mantém medidas para o comércio, mas não descarta lockdown

Comitê de Enfrentamento à Covid-19 se reunirá na terça-feira (23) e poderá endurecer medidas em Uberlândia

DA REDAÇÃO
Ações foram anunciadas por representantes do Executivo durante transmissão ao vivo nas redes sociais | Foto: PMU/Divulgação

Durante uma live realizada na tarde desta quarta-feira (17), o prefeito Odelmo Leão anunciou que o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 vai se reunir na próxima terça-feira (23) para reavaliar o funcionamento do comércio em Uberlândia e não descartou a possibilidade de endurecer as medidas. Enquanto isso, informou que vai reeditar a regra vigente, mantendo o comércio com restrição de horários das 10h às 18h, de segunda a sexta-feira, por mais sete dias. A deliberação foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) desta quarta e pode ser acessada clicando aqui.

Outra possibilidade citada por Leão é a adoção ao plano estadual "Minas Consciente". O chefe do Executivo ainda afirmou que, em caso de continuidade no grau de evolução de casos de coronavírus na cidade, o decreto do dia 20 de março, que restringiu o funcionamento de estabelecimentos e manteve apenas as atividades essenciais, poderá ser novamente adotado. Atualmente, são mais de
 4,1 mil casos confirmados do novo coronavírus e 72 mortes registradas na cidade. 
 


"Em momento algum foi do meu interesse tomar atitudes mais drásticas, mas peloas consequências que estamos observando na nossa cidade, nós seremos obrigados a tomar essas decisões", disse.


A adoção do regime “lockdown” também não foi descartada pelo Município e também foi falada pelo secretário de Saúde, Gladstone Rodrigues, durante a live. “Somos pressionados, obrigados a tomar medidas mais severas. Estamos avisando antes para que todos se preparem e não sejam pegos de surpresa com possíveis novas medidas. Estamos fazendo o necessário e um eventual lockdown não é descartado”.

Ainda de acordo com o responsável pela pasta, a antecipação do feriado para a última sexta-feira (12) não atingiu o objetivo inicial do Município de aumentar o índice de isolamento social na cidade. "O resultado que esperávamos não aconteceu. A população se movimentou normalmente. Esse período de quatro dias não produziu nenhum efeito", ressaltou.

Durante a live, o secretário voltou a pedir a compreensão de toda a população e disse que a participação dos cidadãos pode diminuir o número de infectados pela enfermidade em Uberlândia.

 

"É preocupante o número de pacientes que chegaram ao serviço de saúde e que nós fizemos exames e confirmamos o diagnóstico de Covid-19. O número aumenta num percentual crescente e alguns casos demandam leitos de UTI", explicou Gladstone.


Conforme falado na live, no dia 14 de maio, 13 pacientes estavam internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) na cidade. O boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) desta quarta-feira (17) apontava 58 pessoas em leitos de UTI, um aumento de cerca de 346% em pouco mais de um mês.

O promotor de Justiça de Defesa da Saúde, Lúcio Flávio de Faria e Silva, elogiou a atuação de agentes de fiscalização e os trabalhos realizados pela Polícia Militar (PM) no combate às aglomerações e irregularidades em comércios.

"Nós estamos todos no mesmo barco, seja na área de saúde ou da economia. Tem que fechar as festas em condomínios, chácaras, churrascos em cachoeiras. A população tem que entender que tudo que é possível até agora, já foi feito ou está sendo feito. Mas se não houver adesão da comunidade, nós não vamos vencer", afirmou.


Assista abaixo a íntegra da transmissão ao vivo.





VEJA TAMBÉM:
 












 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »