16/03/2020 às 17h52min - Atualizada em 16/03/2020 às 18h05min

Uberlândia registra 28 casos suspeitos de coronavírus

Embora não haja confirmação por parte do Estado, empresa da cidade afirma que funcionário foi diagnosticado com a enfermidade no primeiro exame

BRUNA MERLIN
O novo boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), divulgado na tarde desta segunda-feira (16), informa que há 28 casos suspeitos de coronavírus em Uberlândia. Embora não haja confirmação por parte do Estado, uma empresa da cidade informou que um funcionário foi diagnosticado com a enfermidade no primeiro exame.

Foi divulgado também que Minas Gerais tem seis casos confirmados do coronavírus. Os pacientes são de Ipatinga, Divinópolis, Juiz de Fora, Belo Horizonte e Patrocínio. Ainda de acordo com o levantamento, todos têm histórico de viagem para a Itália, Israel e Estados Unidos.

Em relação a casos prováveis da enfermidade, o estado já tem 420 notificações sendo que 85 foram descartados. Ainda conforme o boletim, na região do Triângulo Mineiro também há outros casos suspeitos. Em Araguari há seis registros, sete em Uberaba, dois em Araxá e dois em Patos de Minas.

CASO EMPRESA
O caso trata-se de um funcionário da startup Zup. Por meio de nota, a empresa revelou que o colaborador da empresa teve o primeiro exame confirmado para a enfermidade.

A Zup não quis passar mais detalhes sobre o funcionário com confirmação de coronavírus. A empresa informou somente que ele passou pelo primeiro exame que confirmou a infecção, mas foi requisitado pelo médico uma contraprova.

Devido à situação, cerca de 300 funcionários da organização estão trabalhando em home office desde a última sexta-feira (13). A decisão foi tomada para preservar a saúde dos colaboradores da empresa.

Segundo o  cofundador da Zup, Gustavo Debs, Todas a viagens coorporativas da empresa também foram canceladas, de acordo com Debs. Além disso, as visitas em outras seis unidades da Zup, localizadas em Ribeirão Pretos, Belo Horizonte, São Paulo, Campinas São José do Rio Preto e Joinvile, também foram suspensas.

“Ainda não há um prazo para que as atividades voltem ao normal. Estamos analisando a situação semanalmente para tomar novas decisões”, reforçou Gustavo.


O Diário recebeu informações de que um paciente, do sexo masculino, também teria sido atestado positivo para coronavírus na rede de saúde. Contudo, não houve notificação oficial da Vigilância Epidemiológica até o final desta tarde.


Leia também: 








 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »