01/08/2019 às 18h38min - Atualizada em 01/08/2019 às 18h38min

Presidente da Ebserh visita Uberlândia para tratar sobre transição no comando do HC-UFU

Mudança na gestão já havia sido adiantada em reportagem do Diário na última semana; concurso também deve sair em breve

DA REDAÇÃO
Presidente da estatal, Oswaldo Ferreira (à direita), esteve na UFU pela primeira vez | Foto: Milton Santos
A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) iniciaram o planejamento estratégico para o início dos trabalhos administrativos da empresa à frente do Hospital de Clínicas da instituição (HC-UFU). Nesta quinta-feira (1º), o presidente da estatal, Oswaldo Ferreira, esteve na cidade pela primeira vez para iniciar os preparativos. 

Ferreira se reuniu com o reitor Valder Steffen Júnior e outros membros da UFU, do HC e da Fundação de Assistência, Estudo e Pesquisa de Uberlândia (Faepu), assim como da Procuradoria da UFU. O secretário municipal de Saúde, Gladstone Rodrigues da Cunha, também participou da reunião com o prefeito Odelmo Leão (PP). Após a reunião, Oswaldo visitou as instalações do hospital e acompanhou a retomada das obras do novo pronto-socorro. 

De acordo com Ferreira, nos últimos 14 meses, a estatal fez o dimensionamento do quadro de pessoal necessário para o Hospital de Clínicas. “A partir de agora, nós sabemos quantos servidores vamos poder contar em cada função e, efetivamente, podemos executar as ações com foco nas nossas diretrizes principais, que são a assistência à saúde e o apoio às práticas de educação, pesquisa e extensão. As primeiras substituições que realizaremos, por meio de concurso público, serão as dos cerca de 1.230 trabalhadores do hospital da UFU que possuem vínculos precários”, comentou o presidente da rede hospitalar. 

Ainda segundo ele, existe um acórdão emitido em 2009 pelo Tribunal de Contas da União (TCU) determinando o encerramento deste tipo de contrato. As trocas serão realizadas ao longo do tempo, respeitando as questões trabalhistas, e apenas no momento em que os novos titulares dos cargos já estiverem legalmente aptos a assumi-los.

MODELO
O modelo de gestão da Ebserh não contempla em seu plano de cargos e salários profissionais de áreas como segurança, limpeza, hotelaria e alimentação. Estes serviços de apoio ficarão a cargo de pessoal fornecido por empresas terceirizadas. 

Quanto às contratações referentes a funções administrativas e de atendimento de saúde, a expectativa da Ebserh é de que seja possível realizar em breve toda a parte burocrática para a designação da empresa responsável pelo primeiro concurso, de modo que o certame ocorra ainda neste ano, conforme noticiado pelo Diário de Uberlândia na última semana

O reitor Valder Steffen ressaltou que a autonomia pedagógica da universidade não será afetada após o ingresso na rede hospitalar.  “O HC é da UFU e assim permanecerá. Não haverá privatização nem nenhum tipo de interferência nas questões relacionadas aos trabalhos de ensino, pesquisa e extensão. O que precisa ficar claro é que o papel da Ebserh é no sentido de permitir as melhores condições possíveis para que atuemos nestas áreas e também na assistência à saúde, lembrando que somos referência para atendimentos de média e alta complexidades para os municípios do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba pelo Sistema Único de Saúde (SUS)”, destacou.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »