21/06/2019 às 16h00min - Atualizada em 21/06/2019 às 16h00min

Chile lidera o ranking de compra de ingressos entre visitantes da Copa América

FOLHAPRESS
Foto: Reprodução Facebook/Copa América

Atual bicampeã da Copa América, a seleção do Chile está entre as que mais movimenta a venda de ingressos do torneio, ficando apenas abaixo dos tíquetes vendidos para torcedores brasileiros.

Dos 12 participantes da competição continental, o país (dentre os visitantes) é aquele que mais marca presença no Brasil, segundo dados oficiais do Comitê Organizador Local (COL). O "pódio" de torcedores estrangeiros é fechado por Argentina e Colômbia. Os equatorianos foram aqueles que menos se entusiasmaram com sua seleção. Esta conta não leva em conta tíquetes de hospitalidade e são considerados apenas bilhetes "comuns" de arquibancada.

Apesar do público baixo em algumas partidas, o COL festeja o fato de cidadãos de 121 países já terem adquirido entradas. O comitê registrou compras de cidadãos de países como Afeganistão, Chipre, Vietnã, Burundi, Tanzânia e Barbados, por exemplo.

"Estamos felizes em receber torcedores do Brasil e de outros 120 países. Mostra a força do torneio, que reúne alguns dos principais jogadores do mundo. É uma grande celebração do futebol sul-americano", disse Agberto Guimarães, diretor de Operações da Copa América.

A organização afirma que cerca de 650 mil entradas foram comercializadas, mas a oferta de ingressos disponíveis ainda é grande. Dentre as sedes da competição, Belo Horizonte é aquela que mais preocupa. O principal estádio mineiro recebe no sábado a partida entre Bolívia x Venezuela, às 16h, e o confronto Japão x Equador, segunda-feira, às 20h. A procura para a partida entre asiáticos e sul-americanos é baixíssima até aqui.

Campeões de público, os chilenos prometem comparecer em bom número na partida de hoje contra o Equador, às 20h, na Fonte Nova, em Salvador. Na próxima segunda, a equipe dirigida por Reinaldo Rueda mede forças com o Uruguai, no Maracanã.

Ranking dos ingressos
1) Brasil
2) Chile
3) Argentina
4) Colômbia
5) Peru
6) Uruguai
7) Japão
8) Paraguai
9) Bolívia
10) Venezuela
11) Catar
12) Equador


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »