12/06/2019 às 07h56min - Atualizada em 12/06/2019 às 07h56min

Campeã mundial de futevôlei dará aula em Uberlândia no sábado

Evento com Lana Miranda focará em fundamentos e técnicas de modalidade

EDER SOARES
Lana Miranda destaca crescimento da modalidade no país: “não é só cidade com praia que pode ter futevôlei” (Divulgação)
Uma das maiores jogadoras de futevôlei do Brasil e do mundo, Lana Miranda, de 37 anos, estará em Uberlândia no sábado (15), onde ministrará uma clínica sobre o esporte em que ela faz história, considerado um dos que mais cresce no país. O evento acontecerá a partir das 9h30, na unidade do Clube do Futvoley, no bairro Morada da Colina. Poderão participar homens e mulheres a partir dos 13 anos. As inscrições custam R$ 80 e podem ser feitas através do Instagram @clubefutvoley. Além de aprender técnicas do futevôlei, os participantes concorrerão a sorte de brindes ao longo do evento.

Nascida em Brasília, Lana começou a jogar futebol aos 14 anos no Gama, mas optou pelo futevôlei assim que conheceu este esporte e disputou seu primeiro Campeonato Brasileiro, que aconteceu em Uberlândia, no ano de 2000, cidade onde ela tem familiares e morou por dois anos.

O primeiro Mundial foi conquistando em 2004, nos Estados Unidos.  Atualmente, Lana faz dupla com Ray, atleta do Rio de Janeiro, e que foi sua adversária em competições do circuito brasileiro e mundial. Juntas, elas já conquistaram três títulos, incluindo um Brasileiro. Segundo Lana, estar em Uberlândia ministrando uma clínica de futevôlei é mais do que uma alegria. “Uberlândia faz parte da minha vida, onde já morei e tenho grandes amigos. Passar um pouco que seja das minhas experiências de vida e no esporte é sempre muito gratificante”, disse Lana.  

Lana conta sobre o crescimento do futevôlei no mundo e da quebra de barreiras dentro de um esporte extremamente machista “Em Brasília, o futevôlei só perde para as corridas de rua, isso por ser um esporte praticado ao sol, ao ar livre e que trabalha muito quadríceps e coxas, e as mulheres gostam muito disso.  O esporte feminino está em alta, haja vista toda essa euforia que o país vive em virtude a Copa do Mundo Feminina. O futevôlei é um esporte ainda muito machista e quebrar essas barreiras me ajudou a chegar até aqui”, disse a jogadora, que encerrou falando sobre as influências de grandes nomes do futebol que estão ajudando na popularização deste esporte.

“Não é um esporte fácil, mas também não é tão difícil de se aprender. Passamos todas as técnicas de domínio e fundamentos. São de três a quatro horas de clínica. Não é só cidade que tem praia que pode ter o futevôlei. Em Brasília, por exemplo, existem mais de 80 arenas, e em Goiânia, mais de 120. Isso tudo é influência dos grandes jogadores como Ronaldinho Gaúcho, Romário e Neymar, que praticam o esporte. Isso viraliza e influencia”, finalizou.
 
CLÍNICA DE FUTVÔLEI
 
Sábado (15)
Inscrições
: @clubefutvoley
Valor: R$ 80

CRONOGRAMA
9:00 às 9:30 - Café da manhã; 
9:30 às 10:00 - Palestra; 
10:00 às 12:00 - Clínica; 
12:00 às 14:00 - Jogos e posicionamentos em quadra 
Local: Alameda dos Pinhais 136 – Morada da Colina
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »