11/06/2019 às 07h53min - Atualizada em 11/06/2019 às 07h53min

Brasil tem pior público em cinco anos e decepciona Tite

Beira-Rio recebeu cerca de 16.521 pagantes na vitória contra Honduras

FOLHAPRESS
(Lucas Figueiredo/CBF)
O Beira-Rio, em Porto Alegre, recebeu no domingo (9) a maior goleada da seleção brasileira desde 2012, o 7 a 0 sobre Honduras, mas pouca gente viu o jogo no estádio. Os 16.521 pagantes constituem o menor público em jogos do Brasil em casa desde a Copa do Mundo de 2014.

O público foi inferior ao de partida de janeiro de 2017, jogo em tributo aos mortos no acidente de avião da Chapecoense, contra a Colômbia no Engenhão e que teve apenas 18.695 torcedores presentes. Como não era uma data Fifa, esse confronto só teve atletas que atuavam no Brasil em campo.

"A minha expectativa era um público maior mesmo. Eu pensei que viesse mais gente. Mas não sei dizer o motivo de isso ter acontecido. A grana, talvez. Ou, se fosse o jogo valendo, teria um apelo maior. Ontem -treino aberto de sábado (8)-, eu até fiquei contente, os atletas contribuíram bastante para um ato solidário. Esperava mais para hoje", disse o técnico Tite.

Depois da Copa do Mundo de 2014, o Brasil fez 14 jogos em casa, sob comando de Dunga e depois de Tite. O de maior público foi a vitória de 3 a 0 sobre a Argentina, no Mineirão, em novembro de 2016 já sob a batuta de Tite: 53.490 pagantes.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »