07/06/2019 às 14h18min - Atualizada em 07/06/2019 às 14h18min

Verdão faz apelo público para quitar Timemania

Clube promete benefícios a empresa que arcar R$ 346 mil em débitos

ÉDER SOARES
Diretoria fez apelo durante coletiva de imprensa, na tarde de quinta (6), no Ninho do Periquito | Foto: Éder Soares
A diretoria do Uberlândia Esporte Clube (UEC) fez, na tarde desta quinta-feira (6), no Centro de Treinamento (CT) Ninho do Periquito, um apelo público direcionado ao empresariado e lideranças locais no intuito de angariar verbas para pagar o restante da dívida que o clube tem com a Timemania, hoje no valor de R$ 346 mil. Como benefício para quem pagar a dívida, o Uberlândia dará dois anos de patrocínio máster, incluindo camisa, banner de entrevista, propaganda no ônibus, placas no Estádio Parque do Sabiá e no CT, além de um título de sócio benemérito, principal honraria do clube.

Se o clube quitar o débito integralmente até o dia 31 de julho, ficará livre do débito que tem com o Governo Federal. A Timemania foi criada em 2007 para que os 80 clubes melhores ranqueados na CBF pudessem quitar dívidas com o Governo, sendo a maior parte referente ao INSS. A dívida do Verdão, hoje de R$ 346 mil, era, em 2007, de R$ 1,516 milhão.

Para o clube, entre as vantagens de ter a dívida quitada, está a de se livrar de mais 100 meses de mensalidades, de cerca de R$ 4 mil pagos a Timemania. O UEC também passaria a receber cerca de R$ 10 mil todos os meses. Caso o clube entre nos 40 primeiros da Timemania, pode passar a receber entre R$ 45 mil e R$ 100 mil por mês.

Outro benefício está no fato de que a quitação liberaria as penhoras que o clube tem com a justiça desde antes do início da loteria. Dentre os patrimônios penhorados está a Vila Olímpica, que fica no Shopping Park, na zona sul da cidade, hoje avaliada em cerca de R$ 126 milhões.

A penhora da Vila Olímpica impede, por exemplo, a execução do projeto de construção de um condomínio de torres com 325 apartamentos. A obra aumentaria em cerca de R$ 6 milhões o patrimônio do clube, que também teria direito a 44 unidades habitacionais e não mais gastaria com aluguel de moradia para jogadores.

"Decidimos expor essa situação para todos e fazer este apelo porque o Uberlândia caminha com dificuldades, como qualquer clube do interior, e hoje não tem como quitar essa dívida. Quem pagar, trará benefícios enormes de aumento de receita para o clube, e isso impacta diretamente no futebol profissional ", disse o presidente do UEC, Flávio Gomide. Além dele, estiveram presentes, ontem, durante o apelo feito em coletiva de imprensa, o presidente do Conselho Deliberativo, Alessandro Marques, a vice-diretora do Departamento Jurídico, Mariane Vital, e o diretor de futebol, Fabrício Tavares.

Os interessados em patrocinar o projeto da Timemania podem procurar a secretaria do clube, que fica no Estádio Juca Ribeiro, na região central.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »