07/06/2019 às 08h49min - Atualizada em 07/06/2019 às 08h49min

Atletas da Bocha se preparam para o Regional

EDER SOARES
Equipe tentará buscar índices para o Campeonato Brasileiro, marcado em novembro, em SP (Divulgação)
Buscando voos cada vez mais altos, a equipe de Bocha Paralímpica de Uberlândia se prepara para competições importantes do calendário nacional e internacional. Comandada pelo técnico Glênio Fernandes, o time uberlandense se prepara para a disputa do Campeonato Regional, que acontecerá em Uberaba entre os dias 5 e 7 de julho. A equipe vai para a competição com nove atletas que tentarão buscar índices para o Campeonato Brasileiro, marcado para novembro no Centro Paralímpico de São Paulo.

A bocha paralímpica de Uberlândia é formada por uma parceria entre a Fundação Uberlandense de Turismo Esporte e Lazer (Futel), Associação dos Paraplégicos de Uberlândia (Aparu) e do Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia (CDDU). Os treinamentos acontecem diariamente, na parte da tarde, no Centro de Iniciação Esportiva (CIE), no bairro Jardim Europa, zona oeste da cidade, onde 16 paratletas ficam sob as orientações do técnico Glênio Fernandes. “É um espaço muito bom e que nos dá totais condições de treinar bem e preparar para as principais competições do ano”, disse o treinador, que falou sobre a competição regional.

“Nosso maior foco é no Regional de Uberaba, no qual estaremos com nove atletas e temos a esperança de classificar entre cinco e seis atletas para o Nacional. Os atletas se superam muito a cada treino em busca de melhorar as suas melhores marcas. Temos grandes potenciais e que podem representar com muita competência a nossa cidade”, afirmou Glênio.

Depois do Regional de Uberaba, os bochistas partem para competir nos Jogos Universitários, que também acontecem no próximo mês, entre os dias 24 e 27, em São Paulo. Neste campeonato, a equipe competirá com quatro atletas, entre eles Daniele Martins, Pedro Henrique e o Ludy Golart. “É outra competição importante e que esperamos conquistar bons resultados”, finalizou o treinador.

TÓQUIO

Em termos de Jogos Paralímpicos do Japão 2020, segundo o técnico da equipe de Bocha de Uberlândia, Glênio Fernandes, a equipe uberlandense aposta a suas fichas em Matheus Carvalho, que está entre os melhores do Brasil na classe BC3. Ano passado, o boxista foi campeão brasileiro e agora aguarda a convocação do CPB para participar do Parapan de Lima, no Peru, marcado para acontecer de 26 de julho a 11 de agosto. “O Matheus é um atleta que tem potencial para se classificar para o Japão, é claro que dependerá do desempenho dele ao longo de toda a temporada que antecede Jogos Paralímpicos, mas acreditamos muito no potencial dele.”

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »