02/06/2019 às 08h00min - Atualizada em 02/06/2019 às 08h00min

Hélio Rubens quer ajudar em retorno do basquete de Uberlândia

Ex-treinador acredita que o esporte é uma das principais armas para influenciar jovens

EDER SOARES
(Divulgação)
Morando atualmente em Franca (SP), sua cidade natal, considerada a capital brasileira do basquete, o técnico Hélio Rubens Garcia, um dos mais renomados e vitoriosos treinadores do país, vive tranquilo a sua aposentadoria das quadras, como treinador. Mesmo assim, aos 78 anos, ele continua ativo no basquete, fazendo palestras motivacionais e sendo conselheiro do seu filho, Helinho, ex-armador, que atualmente é o treinador do Franca na disputa do Novo Basquete Brasil (NBB), competição em que a equipe está na final diante do Flamengo.

Em uma entrevista ao Diário de Uberlândia, Hélio, que levou o Unitri/Uberlândia às conquistas de três títulos do Campeonato Mineiro, um do Brasileiro (2004) e um do Sul-Americano (2005), colocou-se à disposição da cidade, de lideranças políticas e de empresários para ajudar na construção de um projeto visando o retorno imediato do basquete profissional em Uberlândia, o que não ocorre desde 2015, último ano em que o Unitri/Uberlândia disputou o NBB.

“O esporte é um dos melhores instrumentos de socialização, fantástico, e o basquete tem uma história maravilhosa em Uberlândia. O basquete precisa de Uberlândia e Uberlândia precisa do basquete. Eu estou à disposição para ajudar em um projeto para o retorno de uma equipe na cidade. Seria mais uma grande vitória na minha história dentro do basquete. Espero que me chamem o mais rápido possível”, disse Hélio.

Hélio lamenta a ausência do basquete de Uberlândia no cenário nacional. “É uma pena porque as pessoas em Uberlândia amam basquete. Era simplesmente fantástico o engajamento dos torcedores em função do time, em jogos com o UTC e o Sabiazinho lotados. Tivemos vitórias dentro de quadra, derrotas também, o que é normal, mas o legado ficou de muitas crianças e jovens que trilharam o caminho do esporte. Vejo que esta é a maior vitória, formar cidadãos. Uberlândia precisa disso.”

Com o título de cidadão uberlandense, Hélio Rubens mantém a sua ligação com a cidade. Algumas idas e vindas de Franca para Uberlândia sempre acontecem, já que uma de suas filhas mora em Minas. “Eu tenho muito orgulho de ter o título de cidadão uberlandense, no qual fui agraciado e sou honrado por isso. Sempre vou a Uberlândia e o carinho das pessoas comigo pelas ruas é imenso. Tudo é muito recompensador, Uberlândia é minha casa e ficaria muito feliz em poder voltar a contribuir com o basquete da cidade.”

MOMENTO

Em relação ao atual estágio do basquete brasileiro, especialmente a Seleção Brasileira, atualmente comandada pelo técnico croata Aleksandar Petrović, Hélio vê com bons olhos. “É um trabalho que precisa de tempo e que não vai dar frutos do dia para noite. Estou bastante otimista em relação ao nosso basquete, [creio] que poderemos em breve repetir bons momentos, como aconteceu no passado, na época de tantos craques como Marcel, Oscar, entre outros.”

HISTÓRIA DE TÍTULOS

A conquista de nove títulos faz de Hélio Rubens o maior vencedor da história do Campeonato Brasileiro Masculino, competição que atualmente tem como nomenclatura Novo Basquete Brasil (NBB). Hélio levou a equipe de Franca ao lugar mais alto do pódio por seis vezes. Ele foi ainda bicampeão pelo Vasco da Gama (RJ) e conquistou seu último título nacional em 2004, justamente comandando o Unitri/Uberlândia, que tinha grandes jogadores que marcaram época na cidade, como os armadores Valtinho e Helinho, este último o seu filho, o ala Cambraia e o pivô Brasília.

Hélio Também treinou a Seleção Brasileira, pela qual conquistou o Pan-americano de 1999.
 
JOGADOR

Nascido no dia 2 de setembro de 1940 em Franca, Hélio Rubens começou sua carreira como atleta no Clube dos Bagres, tradicional time de basquete daquela cidade. Foi pelos Bagres que ele conquistou o seu primeiro título de expressão, a Taça Brasil, em 1971. Depois, conquistou o Brasileiro pelo Franca, nos anos de 1974, 1975 e 1980.

O ex-armador também fez história na Seleção Brasileira, conquistando o ouro Pan-americano em 1971, o segundo lugar no Mundial de 1970, e a terceira colocação nos Mundiais de 1967 e 1978. Hélio encerrou a sua carreira de jogador quando ainda atuava pelo Franca, em 1981, com 42 anos de idade.

Hélio Rubens - títulos nacionais como treinador

Campeão Brasileiro (Franca) - 1997, 1998 e 1999
Campeão Brasileiro (Vasco) – 2001 e 2002
Campeão Brasileiro (Uberlândia) -2004
Campeão Sul-Americano (Uberlândia) - 2005
Vice-campeão Brasileiro (Uberlândia) - 2005 – 2012 e 2013
Vice-campeão Brasileiro (Franca) – 2010 e 2011
Tricampeão Mineiro (Uberlândia) - 2003, 2004 e 2012
Campeão Paulista (Franca) - 2006

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »