17/05/2018 às 15h15min - Atualizada em 17/05/2018 às 15h15min

Prédio do Ministério Público do Trabalho é inaugurado oficialmente

MPT também conta com nova procuradora

NÚBIA MOTA | REPÓRTER

Autoridades durante a solenidade de inauguração do prédio do MPT | Foto: Núbia Mota
 
O prédio do Ministério Público do Trabalho (MPT) foi inaugurado nesta quinta-feira (17), no bairro Brasil, setor central de Uberlândia. A sede própria já estava em funcionamento há 8 meses, já que a obra foi finalizada naquela época, mas  foi inaugurada agora por questões administrativas e porque não havia motivos para continuar no prédio antigo, adaptado e alugado.  Entre as novidades está a chegada da nova procuradora do trabalho, Léa Émile de Souza, que chegou a Uberlândia nesta semana e ocupa a vaga de César Henrique Kluge.  Ao todo, o MPT tem cinco procuradores em Uberlândia.
 
Em entrevista ao Diário de Uberlândia, durante a solenidade de inauguração do MPT, Eliaquim Queiroz, o mais antigo procurador em atividade na cidade, lotado desde 2006, falou da importância de se ter um prédio próprio, construído especificamente para a realização dos trabalhos da Procuradoria do Trabalho. 
 
“As condições de trabalho melhoraram muito, tanto para nós que trabalhamos aqui, quanto para o público, os advogados, as empresas, os trabalhadores. É um espaço muito mais amplo e adequado. No prédio antigo, tínhamos muitas dificuldades em atender as pessoas”, disse Queiroz. O MPT é o ramo do Ministério Público da União (MPU) que tem como atribuição fiscalizar o cumprimento da legislação trabalhista, quando houver interesse público, procurando regularizar e mediar as relações entre empregados e empregadores.
 
A Procuradoria do Trabalho foi criada em Uberlândia em 2003, a primeira do interior de Minas, e ocupava, até setembro de 2017, um prédio adaptado na avenida Rio Branco. Ao todo, o Estado tem 10 unidades, além da sede em Belo Horizonte, com 62 procuradores.
 
“A região do Triângulo Mineiro é de extrema importância. Onde tem muitas empresas de diversificadas atividades econômicas. E o Ministério Público estar aqui, com uma sede moderna e acessível é de extrema importância. Essa é a melhor estrutura do interior do País”, disse a procuradora-chefe em Minas Gerais, Adriana Augusta de Moura Souza.
 
NOVA ESTRUTURA
 
A sede própria do MPT, avaliada em R$ 8,1 milhões, começou a ser construída em março de 2015 e foi entregue dia de 20 de setembro do ano passado. No total, são 2,5 mil m² de área construída em um lote de 2,8 mil m². Diferentemente do antigo prédio, na avenida Rio Branco, onde havia somente uma sala de audiência, agora são três salas, além de um auditório com capacidade de 35 lugares.
 
No início, os trabalhos do MPT em Uberlândia eram realizados por dois procuradores. Em 2005, abriu a vaga para mais um procurador. Em 2010, subiu para 4 vagas e em 2016 para 5, como é até hoje.
 
Na última segunda-feira (14), Léa de Souza ocupou a vaga deixada por César Kluge, que se mudou para Santos (SP). Paulistana, a nova procuradora de Uberlândia veio de Varginha, no Sul de Minas Gerais.  “A cidade é maravilhosa e o prédio também. É incrível. Senti muito acolhida aqui. Foi um upgrade significativo para mim. A sede de Varginha é muito antiga, em uma casa adaptada. Aqui é uma sede profissionalizada, confortável. Tem muito mais condição de atender o público”, disse Léa de Souza.
 
Além de Léa de Souza, estão lotados em Uberlândia os procuradores Eliaquim Queiroz, Karol Oliveira, Paulo Veloso e Luciana Teles.
 
Sede do Ministério Público do Trabalho
 
Local: avenida Floriano Peixoto, 3.575, bairro Brasil
Horário de atendimento: das 9h às 15h
Telefone: 3236-9460
 
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »