29/03/2018 às 19h44min - Atualizada em 29/03/2018 às 19h44min

Florianópolis pode voltar a receber cruzeiros

DA REDAÇÃO
MSC Preziosa é o maior navio de cruzeiros na costa brasileira | Foto: MSC/Divulgação
 
Chegou à Florianópolis, na última semana, o MSC Preziosa, maior navio de cruzeiros da atual temporada na costa brasileira, com capacidade para 4.300 passageiros e 1.300 tripulantes. A operação foi um teste para incluir novamente a capital catarinense na rota das próximas temporadas de cruzeiros.

O navio ancorou nas proximidades da praia de Canasvieiras, no Norte da Ilha. A volta de Florianópolis aos destinos brasileiros de navios de passageiros, depois de quase uma década, ainda depende de autorização da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).  A medida, no entanto, pode ser de grande importância para a economia local. Segundo projeção do Ministério do Turismo, a pausa de dez horas do MSC Preziosa em Florianópolis, por exemplo, deixou R$ 1,8 milhão na economia local.

“Dados do setor mostram que os cruzeiros marítimos injetaram R$ 1,911 bilhão na economia brasileira na temporada 2015/2016, um montante expressivo que tende a crescer cada vez mais com a expansão deste segmento no Brasil e o Ministério do Turismo tem trabalhado juntamente ao setor para garantir que isso ocorra”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Atualmente, Balneário Camboriú, também em Santa Catarina, já recebe transatlânticos. Na atual temporada, que está terminando, o destino contou com 20 escalas e 81 mil passageiros. A estimativa é que esses turistas injetaram mais de R$ 40 milhões na economia local. O desembarque de passageiros gera o consumo de serviços turísticos como passeios, transportes terrestres, alimentação e bebidas, além da compra de presentes e lembrancinhas do destino.

“O Brasil precisa de uma política para o turismo, para que o setor, que movimenta 52 áreas econômicas e gera milhares de empregos, seja alavanca do desenvolvimento do país nas próximas décadas”, defendeu o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »