16/03/2018 às 18h31min - Atualizada em 16/03/2018 às 18h31min

BH se prepara para o 5º Botecar

DA REDAÇÃO

Criativa e deliciosa, a gastronomia de Minas Gerais é mais do que diversificada. Sua característica em ingredientes, temperos e modo de preparo deriva de sua história, da época em que os tropeiros precisavam de alimentos de fácil transporte e, principalmente, de longa conservação como carne-seca, feijão, angu, farinha de mandioca, torresmo, café entre outros. E foi com uma intensa pesquisa nesses sabores que permeiam o caminho seguido por nossos colonizadores, a Estrada Real, que os 38 bares participantes desta 5ª edição do Botecar, vão oferecer iguarias, que utilizam insumos cem por cento de raiz. Tudo feito com muito carinho e dedicação pelos proprietários dos bares e seus familiares com a promessa de agradar todos os tipos de gostos e, claro, sempre regado à cerveja gelada. O Botecar foi criado em 2014 com o objetivo de retomar as raízes da cultura tradicional de botecos, gerando um movimento de valorização, desenvolvimento e aprimoramento do segmento em Belo Horizonte. É legitimado pelo fato de ter entre os participantes alguns dos bares mais tradicionais e apreciados da capital.

“Espero para esta 5ª edição que continuemos a encantar o público com tira-gostos criativos e saborosos, frutos da transformação de ingredientes ligados à cultura mineira que é um pilar importante do nosso festival. Nossos bares têm cozinha de raiz, onde o próprio dono e seus familiares estão à frente do negócio, cuidando de cada detalhe desde a preparação do prato a higiene da casa. Tudo para garantir um excelente atendimento”, destaca o idealizador do Botecar, Antônio Lúcio Martins.

O número menor de botecos nessa edição, como enfatiza Martins, foi para atender tanto aos anseios do público quanto dos proprietários dos bares que terão uma concentração maior de clientes durante o festival. O estabelecimento que obtiver a maior nota total será eleito campeão desta 5ª edição. Os preços dos pratos, que podem servir de duas até quatro pessoas, variam entre R$ 26,90 a R$ 36,90.

SOBRE

Na 1ª edição, em 2014, o clima foi de copa do mundo, os pratos tiveram como pano de fundo, a bola e seus astros. Já em 2015 foi valorizada a diversidade cultural mineira, onde cada bar homenageou uma cidade de Minas Gerais com a qual tivesse ligações afetivas ou culturais. Em 2016 o tema foi Mineiridade, passando pela famosa cozinha seca dos tropeiros à suculenta cozinha das fazendas. Em 2017, com Quintais de Minas a ideia foi buscar inspiração na horta, pomar, chiqueiro e galinheiro. E agora em 2018, o tema Estrada Real com toda sua peculiaridade gastronômica oriunda da cozinha dos tropeiros.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »