26/08/2017 às 05h33min - Atualizada em 26/08/2017 às 05h33min

A volta de Arismar do Espírito Santo

Multi-instrumentista relembra apresentação com o Asa Branca em Uberlândia com tratamento de estrela pop

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Arismar do Espirito Santo faz hoje o lançamento do CD “Flor de Sal”, em Uberlândia / Foto: Élcio Paraíso/Divulgação

 

O multi-instrumentista santista Erismar do Espírito Santo tem uma carreira com quatro décadas de estrada e muita história para contar. O músico volta hoje a Uberlândia, onde faz o lançamento do disco “Flor de Sal”, dentro do projeto Música nas Praças, na Clarimundo Carneiro, com entrada franca.

Ele recorda de sua primeira passagem por Uberlândia, no início dos anos 90, quando integrava a banda Asa Branca ao lado do saudoso Dominguinhos, em um show que virou uma festa e um encontro de amigos. “Foi uma coisa de louco. A gente fez esse show do projeto Asa Branca e aconteceu de Elba Ramalho e Alceu Valença estarem de passagem pela região. Juntou todo mundo no palco, foi uma maravilha”, recorda Arismar.

Segundo ele, depois do show, voltaram para o hotel com escolta da polícia. “Tinha tanta gente que o Dominguinhos virou pra mim e disse: ‘eu não sei quanto a vocês mas eu estou me sentindo importante’”, disse Arismar. A animação era tanta que no hotel eles tocaram até o dia raiar.

E é mais ou menos essa “vibe” que ele traz hoje para Uberlândia. “Para gravar o ‘Flor de Sal’, levamos para o estúdio toda a energia do show ao vivo. A coisas rolam como uma jam session, da melhor forma possível”, conta ele que disse que as composições do novo trabalho remetem ao seu lado contrabaixista com muita improvisação e toda a riqueza da música brasileira.

No dia da entrevista, quinta-feira (25), ele estava empolgado com o ensaio que aconteceria na casa da flautista, compositora e amiga de longa data, Léa Freire. “Cada um leva um bolo, ela passa o café e ficamos umas três horas ensaiando”, relata o músico. Além de Léa, participaram do disco e estarão no show com ele logo mais os músicos Sérgio Coelho (trombone), Danilo Silva (guitarra e baixo) e Paulo Almeida (bateria e percussão). “Espero todo mundo lá, vai ser só felicidade. Também tocaremos outras músicas de diferentes fases da minha carreira como ‘vestido longo’ e ‘Cadê a marreca’”, adianta.

O show faz parte da programação do projeto itinerante “Música nas Praças”, realizado pela Veredas Produções, com o patrocínio do Atacadão, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e apoio da Secretaria Municipal de Cultura, Prefeitura de Uberlândia.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »