05/10/2017 às 18h08min - Atualizada em 05/10/2017 às 18h08min

De lateral no futebol a goleiro no futsal

ALBERTO GOMIDE | COLUNISTA
Foto: Divulgação

 

O futebol amador de Uberlândia sempre foi ponto de referência para o cidadão que, aos domingos pela manhã, gosta de assistir a um bom jogo. Esta realidade não é de agora. Sempre foi assim. Mesmo quando eram campos praticamente de terra, como campos da Prada, do Ipiranga, o próprio Estádio Nicolau Féres, o Estádio Municipal, enfim, os que existiam e que eram palcos do campeonato amador de Uberlândia. O mais importante em tudo isto, no entanto, é a enorme lista de pessoas que têm seus nomes gravados na história do futebol amador da cidade. Como jogadores, técnicos ou dirigentes, são pessoas que têm uma folha de serviços prestados ao futebol. Nessa imensidão de nomes, hoje estamos fazendo uma homenagem a todos aqueles que, ao longo de décadas, trabalharam e continuam fazendo e engrandecendo o nosso futebol amador. Celso Luiz Tavares está inserido nesta lista. Natural de Uberlândia, formado em Economia pela UFU, foi um lateral esquerdo ferrenho, que só jogou pelo XV de Novembro, deixando o futebol em 1976, quando mudou-se de Uberlândia. Jogou também como goleiro no futsal, disputando principalmente as Olimpíadas Universitárias e outras competições da modalidade, conquistando vários títulos. Em 1996 assumiu o comando técnico do Santa Mônica, que estava na Segunda Divisão, levando-o à Primeira Divisão em 1999. Por ser um apaixonado pelo futebol da cidade, foi também dirigente do Santa Mônica, equipe que tinha forte ligação no meio universitário, assim como foi o XV de Novembro, mesmo quando tornou-se equipe profissional. Na foto, Celso Tavares sendo premiado pelo presidente da Fasubra Sindical - Federação dos Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Públicas de Ensino Superior Brasileiras, como goleiro menos vazado na Olimpíada Universitária.

 

RAPIDINHAS

- A equipe da Associação dos Lutadores e Judocas de Uberlândia/Futel (ALJ/Futel) participou das disputas do Campeonato Mineiro, em Mariana, com onze atletas, conquistando 15 medalhas, sendo 10 de ouro, uma de prata e 4 de bronze. Conquistaram medalha de ouro e foram campeões: Rayana Gabriel, Bárbara Dias (duas medalhas), Ryan Gabriel, Washington Henrique, Ronaldo Brazão, Geraldo Marcos (duas medalhas), Giovanny Carlo e Pedro Daniel.

- O campeonato de futsal mirim do Praia Clube chegou ao seu final, com o Neo Sports sagrando-se campeão, ao derrotar o Fideliza Seguros por 7 a 5. Pelo 3º lugar, Casagrande Imobiliária 3 a 2 no Colégio Colibri. Os artilheiros foram Pedro Henrique Virgilio, do Fideliza, e Lucas de Assunção Caliguer Faria, do Neo Sports, com 7 gols cada. Thiago Abdala Lenza Filho, do time campeão, foi o goleiro menos vazado.

- Encerra-se neste final de semana a 11ª edição dos Jogos das Escolas Municipais de Uberlândia (Jemu), que teve início em agosto. Aproximadamente 3 mil alunos de 45 escolas participaram da competição, disputando futsal, vôlei, handebol, damas, peteca e atletismo (masculino e feminino). Os Jemu foram idealizados no primeiro mandato do prefeito Odelmo Leão (2005 – 2008) e sua primeira edição foi no ano de 2005, com a participação de mais de 50 escolas. Devido ao sucesso, o campeonato foi incluído no calendário esportivo escolar municipal.

Relacionadas »
Comentários »