09/10/2020 às 08h00min - Atualizada em 09/10/2020 às 08h00min

Renato Batista é candidato único

ALBERTO GOMIDE

Encerrou-se na terça-feira (6), às 18h, o prazo para o registro de chapas para as eleições na Liga Uberlandense de Futebol, marcadas para o dia 5 de novembro, para o quadriênio 2021 a 2024. São votados os candidatos com chapas fechadas compostas por presidente e vice-presidente e membros do Conselho Fiscal, sendo três efetivos e três suplentes.

Têm direito a voto os clubes que disputaram o campeonato na última temporada (2019), estejam de posse do alvará de funcionamento no ano atual, e quites com a LUF até o mês anterior ao da realização da assembleia.

A responsabilidade da eleição é de uma comissão especial, formada pelo presidente do Tribunal da entidade, que preside a referida comissão, composta por seis membros, sendo um deles também do Tribunal, e três presidentes de clubes, além de uma secretária, Celina Maria dos Santos.

Contrariando a expectativa de registro de duas ou mais chapas, apenas uma foi inscrita, encabeçada pelo atual presidente Renato Batista dos Santos e pelo vice Ricardo Graciano Bernardes, além dos seis membros do Conselho Fiscal: Paulo de Morais Pereira, Araciete Miranda da Silva, Jadir Cezar Mota, Luciano Pires Rodrigues, Clóvis Nery Júnior e Weverson Santos Muniza.

Os 47 clubes com direito a voto são os seguintes, desde que estejam com alvará de licença atualizado e não tenham débitos com a entidade até o dia da eleição: América, Aurora, Dona Zulmira, Flamengo, Floresta, Fluminense, C.A.Guará, S.E.Guarany, Independente, Atlético Industrial, Minas Gerais, Rio Branco, Roda Viva, Santa Luzia, Tibery, Tocantins, C.A.Unisport, Vitória, Voluntários e Vasco da Gama (Divisão Especial); Araguaia Shopping Park, Arco Iris, Arsenal, Atlanta, Canaã, Cocal, Colorado, Cruz Azul, Dinamarca, Gaviões do Cerrado, Girassol, Granada, Grêmio, Juventude, Comercial, Montana, Morumbi, Nova Aliança, Pacaembu, Pampulha, Pinheiro, Pioneiros, Santa Mônica, Segismundo Pereira, Tabajara, Tubalina e Universo (Segunda Divisão).

Renato Batista e Ricardo Graciano administram a LUF por dois mandatos de quatro anos, e vão para o terceiro, com a reeleição certamente assegurada no dia 5 de novembro, como chapa única legalmente registrada.

“Nossa proposta é dar continuidade ao trabalho que estamos realizando desde 2013, quando assumimos a presidência da entidade pela primeira vez”, disse Renato Batista. “O mundo todo passa por um momento muito difícil com a pandemia e para a LUF não seria diferente, mas estamos com a disposição de assumir novo mandato com a consciência de que teremos de enfrentar todas as dificuldades e superá-las com trabalho, buscando apoio/parcerias para realizarmos competições que possam continuar representando a força do nosso futebol amador na cidade e região”, finalizou.

*Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.


 

 
Tags »
Relacionadas »
Comentários »